Goleiro que sobreviveu ao acidente aéreo morre em hospital

Fernando Garcel


O goleiro da Chapecoense Marcos Danilo Padilha não resistiu aos ferimentos e morreu em um hospital da Colômbia, após ser resgatado do acidente aéreo nas proximidades de Medellín, na madrugada desta terça-feira (29). O atleta teve passagens pelo Londrina Esporte Clube.

> Familiares, amigos e torcedores se reúnem na Arena Condá

A informação veiculada pela imprensa colombiana partiu da Cruz Vermelha e da empresa de logística que estava em contato com a equipe de futebol da Chapecoense.

Marcos Danilo era um dos seis sobreviventes do desastre de avião, que fazia um voo charter com 81 pessoas a bordo, incluindo a equipe de futebol brasileira Chapecoense, de Santa Catarina, que ia disputar a final da Taça Sul-Americana com uma equipe colombiana. As autoridades colombianas confirmaram a morte de 76 pessoas no acidente aéreo.

Em último áudio, Caio Júnior fala de escala na Bolívia

A aeronáutica civil colombiana publicou nota confirmando os sobreviventes da tragédia. O nome de Danilo não está na lista.

CybxD_ZXEAAjhlj

Previous ArticleNext Article