Governo do Paraná sanciona lei que pune homofobia e racismo nos estádios de futebol

Redação

Governo do Paraná sanciona lei que pune homofobia e racismo nos estádios do estado

O governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), sancionou na última sexta-feira (14), a lei que cria mecanismos de punição para atos de homofobia, intolerância religiosa, racismo e xenofobia nos estádios de futebol do estado.

Dentre as penas estão previstas o pagamento de multas que variam de R$ 5,6 mil a R$ 22,4 mil para torcedores e R$ 56 mil a R$ 112 mil para clubes e dirigentes.

Os torcedores que forem flagrados cometendo esses atos de intolerância ainda podem serem proibidos de frequentarem estádios de futebol no Paraná por até quatro anos.

As punições serão aplicadas de forma gradual e com maior gravidade em casos de reincidência, além de prever isenção das multas casos os clubes adotem medidas necessárias para a identificação dos torcedores que cometerem essas infrações.

A punição para atos de homofobia, intolerância religiosa, racismo e xenofobia nos estádios de futebol do estado foi originada em um projeto de lei assinado pelo deputado estadual Paulo Litro (PSDB), aprovado com emendas na Assembleia Legislativa do Paraná antes de ser sancionado pelo executivo estadual.

LEIA MAIS: FPF muda três jogos das quartas do Paranaense para quinta; clássico segue indefinido

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="764741" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]