Com golaços, Grêmio bate Lanús e é tricampeão da Libertadores

Francielly Azevedo


O reveillon chegou antes da hora na Arena do Grêmio. Munidos de muitos fogos de artifício, os torcedores gremistas fizeram a festa com show de fogos em Porto Alegre para comemorar o título de tricampeão da Copa Libertadores conquistado pelo tricolor gaúcho na noite desta quarta-feira (29), no La Fortaleza, em Buenos Aires, ao derrotar o Lanús por 2 a 1. Com a vitória no duelo de ida, o placar agregado terminou em 3 a 1 para os gaúchos.

O Grêmio se iguala ao Santos e São Paulo como maior vencedor do torneio intercontinental. O tricolor tinha erguido a taça em 1983 e 1995. Renato Gaúcho entra para história do clube por faturar duas vezes o torneio: como jogador e agora técnico.

 

O jogo

O Grêmio iniciou a partida bastante à vontade na casa dos argentinos. Com controle do jogo, assustou algumas vezes e chegou ao gol aos 27 minutos. Após uma bobeira da zaga, Fernandinho roubou a bola, avançou e soltou uma bomba na saída de Andrada.

Confiante, o tricolor ampliou a vantagem aos 41. Jaílson tocou para Luan, que driblou os adversários e encobriu o goleiro Andrada.

Aos 25 da etapa final o Lanús tentou jogar um balde de água fria nos tricolores. Acosta foi derrubado por Jaílson na área e o juiz marcou pênalti. José Sand foi para cobrança e bateu no canto direito, enquanto Grohe pulou para esquerda.

Aos 37 Ramiro se desentendeu com Marcone e acabou expulso. Com um a menos, o Grêmio trabalhou para segurar os argentinos e conseguiu até o 50 minutos de partida para sagrar-se campeão da Libertadores.

 

 

Foto: Rodrigo Rodrigues - Grêmio
Torcida em Porto Alegre (Foto: Rodrigo Rodrigues – Grêmio)

 

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.