Guerrero decide e Internacional vence Universidad Católica na estreia da fase de grupos da Libertadores

Jorge de Sousa

Guerrero - Internacional - Universidad Católica - Copa Libertadores

Com uma grande atuação de Paolo Guerrero, o Internacional derrotou a Universidad Católica por 3 a o na noite desta terça-feira (3), estreando com o pé direito na fase de grupos da Copa Libertadores.

O duelo foi realizado no Beira-Rio, em Porto Alegre. Guerrero (duas vezes) e Marcos Guilherme (com assistência do peruano).

O Internacional está no Grupo E da Copa Libertadores, que ainda conta com o Grêmio e o América de Cali. Ambas as equipes se enfrentam ainda nesta terça-feira.

TRÊS GRENAIS EM UM MÊS

Dentro da mesma chave da Copa Libertadores, Internacional e Grêmio terão uma temporada recheada de clássicos entre si.

Somente até o dia 8 de abril serão três Grenais. O primeiro já será realizado na próxima quinta-feira (12), pela segunda rodada da Copa Libertadores.

As equipes voltam a se encontrar no dia 21 pela antepenúltima rodada do segundo turno do Campeonto Gaúcho, fechando a série de jogos no dia 8 de abril pela quarta rodada do Grupo E da Copa Libertadores da América.

TOCA NO GUERRERO QUE É GOL

Guerrero - Internacional - Universidad Católica - Copa Libertadores
Guerrero conseguiu participar dos três gols do Internacional na partida. (Ricardo Duarte)

A primeira chance da partida foi do Internacional aos três minutos. Thiago Galhardo tabelou com Guerrero e ajeitou para Marcos Guilherme. Na pequena área, o atacante mandou a bola por cima do gol.

A pressão colorada continuou e Thiago Galhardo quase marcou um golaço aos oito minutos. Rodinei lançou para o meia na área, que tentou o chute de letra, mas a bola passou a direita da meta

Galhardo perdeu nova chance de gol no minuto seguinte. Guerrero abriu para Uendel, que pegou de primeira para a defesa de Dituro. O rebote ficou para o meia, mas a finalização foi travada pela defesa.

Guerrero apareceu bem aos 24 minutos. Após erro na saída de bola de Fuenzalida, o atacante tentou a finalização de fora da área, mas a bola passou perto do poste esquerdo.

O Internacional seguiu dominando a partida e na bola parada quase chegou ao seu gol aos cinco minutos. Boschilia arriscou falta lateral direto para a meta e Dituro afastou de soco.

Aos sete minutos, Galhardo perdeu outra grande chance. Uendel cruzou da esquerda e Parot fez o corte para o alto, Edenilson emendou o rebote de primeiro e Dituro espalmou, mas a bola sobrou para o meia, que arriscou um voleio, mas a bola passou por cima do gol.

Rodinei também teve chance clara para abrir o placar. Uendel cruzou da esquerda e o lateral dominou na área e finalizou perto do travessão.

Mas aos 16 minutos, Guerrero finalmente conseguiu abrir o placar. Em cobrança de falta da entrada da área, o atacante finalizou direto, a bola desviou na barreira e enganou Dituro.

Dituro auxiliou o Internacional a conseguir o seu segundo gol aos 21 minutos. O goleiro tentou sair com os pés e errou o passe. A bola sobrou para Thiago Galhardo, que já abriu para Guerrero na área. O atacante esperou a saída do arqueiro para finalizar cruzado.

O ritmo do Internacional não diminuiu e a equipe buscou o terceiro gol aos 25 minutos. Edenilson lançou Guerrero na área, que fez o pivô para a chegada de Marcos Guilherme. O atacante chegou batendo de primeira para estufar as redes.

Previous ArticleNext Article