Morínigo se aproxima do top 10 de técnicos com mais jogos pelo Coritiba

O paraguaio Gustavo Morínigo tem 81 jogos e vai entrar em breve na lista dos dez treinadores que mais trabalharam no Coritiba

Pedro Melo - 03 de maio de 2022, 11:45

(Geraldo Bubniak/AGB)
(Geraldo Bubniak/AGB)

O Coritiba vive um dos seus melhores momentos dos últimos anos e um dos responsáveis é Gustavo Morínigo. O paraguaio, que desembarcou no Alto da Glória no começo de 2021, já superou a marca de 80 jogos no comando e vai entrar em breve na lista dos dez treinadores que mais trabalharam no Coxa.

Na vitória de virada por 3 a 2 sobre o Fluminense, Morínigo chegou ao 81º jogo pelo Alviverde. O treinador soma 40 vitórias, 19 empates e 22 derrotas, e o título do Campeonato Paranaense de 2022. Ele está a apenas 12 confrontos de igualar Ivo Wortmann, o 10º técnico que mais trabalhou no Alviverde.

Com o trabalho aprovado por diretoria e torcida, o paraguaio tem tudo para superar também a marca de 100 partidas. Se continuar até o fim do ano, o treinador terá pelo menos 116 jogos no comando alviverde. Foi levado em consideração apenas as 34 rodadas restantes do Brasileirão e o jogo da Copa do Brasil contra o Santos.

Se alcançar as 116 partidas, Morínigo vai ser o oitavo técnico com mais jogos pelo Coritiba. E caso siga avançando na Copa do Brasil, ele pode ultrapassar Marquinhos Santos, sétimo colocado, com 120, e Paulo Bonamigo, sexto, com 123. Em três passagens entre os anos 40 e 60, o uruguaio Félix Magno é o líder da lista com 201 - veja no final da matéria o top 10.

O TRABALHO DE GUSTAVO MORÍNIGO

A aposta em Gustavo Morínigo aconteceu em janeiro de 2021, dias depois da eleição do então presidente Renato Follador. A ideia era que o treinador iniciasse o planejamento para a temporada seguinte ainda na reta final do Campeonato Brasileiro, que terminou somente em fevereiro por conta da pandemia da Covid-19. O Coxa já estava em situação complicada e não conseguiu evitar o rebaixamento para a Série B nas últimas duas rodadas.

Sem intervalo entre o fim da temporada 2020 e o início de 2021, Morínigo teve o primeiro desafio no Campeonato Paranaense, mas o resultado foi bem longe do esperado. O Coxa sofreu por não jogar em Curitiba em algumas rodadas por conta da pandemia, perdeu cinco dos 11 jogos e foi eliminado na fase de classificação do estadual pela primeira vez desde 1988.

No futebol brasileiro em que os técnicos duram pouco tempo e caem na primeira adversidade, o Coritiba fez o oposto e manteve a aposta em Morínigo. A resposta veio em campo com o acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro, considerado o principal objetivo da temporada. O Coxa até brigou com o Botafogo pelo título, mas terminou a segunda divisão em terceiro lugar.

Com o retorno à elite, a diretoria coxa-branca renovou com toda a comissão técnica e ainda reforçou o elenco. O novo êxito do trabalho foi o título do Campeonato Paranaense diante do Maringá, o primeiro em cinco anos. Além disso, o Alviverde está em vantagem no confronto da terceira fase da Copa do Brasil com o Santos e no G6 do Brasileirão com duas vitórias em quatro jogos.

CONFIRA OS TÉCNICOS QUE MAIS TREINARAM O CORITIBA

  • Félix Magno - 201 jogos
  • Dirceu Krüger - 185 jogos
  • Marcelo Oliveira - 153 jogos
  • Paulo César Carpegiani e Tim - 126 jogos
  • Paulo Bonamigo - 123 jogos
  • Marquinhos Santos - 120 jogos
  • Ney Franco - 111 jogos
  • Antônio Lopes - 96 jogos
  • Ivo Wortmann - 93 jogos