Hamilton larga na pole após tumultuado treino de classificação para o GP da Rússia

Lewis Hamilton voltou a mostrar seu poderio e conquistou, neste sábado (26), a pole position para o GP da Rússia de Fórm..

Juliane Cerasoli - Folhapress - 26 de setembro de 2020, 11:14

Reprodução/Twitter Formula 1
Reprodução/Twitter Formula 1

Lewis Hamilton voltou a mostrar seu poderio e conquistou, neste sábado (26), a pole position para o GP da Rússia de Fórmula 1. O piloto britânico cravou o tempo de 1min31s304, bateu o recorde da pista e vai largar na frente no circuito do Parque Olímpico de Sochi.

O holandês Max Verstappen, da Red Bull, surpreendeu no fim do treino e vai largar na primeira fila.

Essa é a oitava pole position de Hamilton na temporada 2020 da Fórmula 1. Na disputa particular da Mercedes, o britânico só permitiu que Bottas largasse na frente em duas ocasiões -GP da Áustria e GP dos 70 Anos da F-1. Será também a 96ª vez que Hamilton vai largar na pole em sua carreira na categoria mais importante do automobilismo.

A pole de Hamilton teve uma boa dose de emoção. Na reta final do Q2, um acidente de Sebastian Vettel interrompeu o treino a 2min15 do fim. Nesse momento, o britânico não tinha registrado tempo e corria risco de ficar fora dos dez minutos decisivos. Mas ainda teve tempo para

Hamilton registrar o quarto melhor tempo e obter a classificação para o Q3. Porém, com isso, ele vai ter que largar com os pneus macios, que devem se desgastar bem mais rapidamente na corrida do que os médios com que Verstappen e Bottas largam.

Hamilton começou a mostrar seu domínio em Sochi logo cedo. Depois de ser superado por Bottas nos treinos livres de sexta-feira, o britânico se recuperou na sessão deste sábado que antecede ao treino classificatório. Além de fazer o melhor tempo, ele colocou sete décimos de segundo de vantagem sobre seu companheiro. Era apenas uma prévia do que aconteceria depois, já que ele terminou mais de cinco décimos de segundo à frente de Verstappen, o segundo melhor do qualifying.

Na corrida deste domingo (27), Hamilton vai em busca de igualar o recorde de 91 vitórias de Michael Schumacher. Em seis edições do GP da Rússia, a Mercedes ainda não sabe o que é perder em Sochi e o inglês venceu em quatro oportunidades. A largada para o GP da Rússia será às 8h10 da manhã do domingo, pelo horário de Brasília.

Confira o grid de largada para o GP da Rússia:

1º Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - 1min31s304

2º Max Verstappen (HOL/Red Bull) - 1min31s867

3º Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) - 1min31s956

4º Sergio Perez (MEX/Racing Point) - 1min32s317

5º Daniel Ricciardo (AUS/Renault) - 1min32s364

6º Carlos Sainz (ESP/McLaren) - 1min32s550

7º Esteban Ocon (FRA/Renault) - 1min32s624

8º Lando Norris (ING/McLaren) - 1min32s847

9º Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) - 1min33s000

10º Alex Albon - (TAI/Red Bull) - 1min33s008

Eliminados no Q2

11º Charles Leclerc (MON/Ferrari) - 1min33s239

12º Daniil Kvyat (RUS/AlphaTauri) - 1min33s249

13º Lance Stroll - (CAN/Racing Point) - 1min33s364

14º George Russell (ING/Williams) - 1min33s583

15º Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) - 1min33s609

Eliminados no Q1

16º Romain Grosjean (FRA/Haas) - 1min34s592

17º Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo) - 1min34s594

18º Kevin Magnussen (DIN/Haas) - 1min34s681

19º Nicholas Latifi (CAN/Williams) - 1min35s066

20º Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) - 1min35s267

LEIA MAIS: Jogador suspeito de matar presidente do Nacional de Rolândia é indiciado pela polícia