Hamilton reage, vence GP da Espanha e volta à liderança na Fórmula 1

Folhapress

Lewis Hamilton reagiu à ascensão de Valtteri Bottas e venceu neste domingo (12) o GP da Espanha, em Barcelona, na quinta etapa da temporada da Fórmula 1. O atual campeão mundial, que largou em segundo, superou o companheiro de Mercedes logo na largada. Verstappen, da Red Bull, completou o pódio. Vettel (4°) e Leclerc (5°), dupla da Ferrari, chegaram logo atrás.

O resultado obtido no GP da Espanha fez o piloto inglês assumir a liderança do campeonato, com 112 pontos, contra 105 do finlandês – Hamilton também fez a melhor volta corrida e, com isso, ganhou um ponto extra. A Mercedes, líder do Mundial de Construtores, alcançou a quinta dobradinha nas cinco primeiras provas de 2019, recorde histórico da Fórmula 1. Hamilton soma três vitórias na atual temporada, contra duas de Bottas.

A próxima etapa da temporada será daqui a duas semanas, em Mônaco. O treino classificatório será no dia 25 de maio, às 10h (horário de Brasília). A sexta corrida do ano acontecerá no dia seguinte, às 10h10.

Hamilton conseguiu superar Bottas após a largada, no trecho de 739 metros antes da primeira curva. O piloto finlandês acabou sendo atrapalhado por Vettel, que forçou uma ultrapassagem e quase superou o pole position – o alemão da Ferrari tentou fazer a curva por fora e até saiu da pista. Pressionado, Bottas sustentou a segunda posição, mas não conseguiu evitar que Hamilton assumisse a ponta. Vettel, por sua vez, perdeu a terceira posição para Verstappen.


Antes do encerramento da segunda volta, Hamilton já tinha aberto dois segundos de vantagem para Bottas. Na décima, com o inglês marcando a volta mais rápida da prova àquela altura, a diferença já era de três segundos. Na 23ª, ela estava próxima de oito segundos.

Hamilton parou nos boxes na 28ª volta e optou por pneus médios, assim como Vettel e Bottas. Leclerc escolheu os duros. Verstappen, macios. As escolhas não mudaram o panorama da corrida, mas ajudaram Bottas a alcançar a melhor volta da corrida na 31ª volta. Vettel, porém, conseguiu ser o mais rápido da prova na 43ª volta. Hamilton, já no fim, superou ambos.

Depois de buscar a liderança na largada e ter perdido a terceira posição para Verstappen, Vettel passou a ser pressionado por Charles Leclerc, que estava mais rápido na pista. Na 12ª volta, após uma ordem da Ferrari, Vettel abriu para o companheiro. A demora, porém, atrapalhou os planos da equipe. Na ocasião, Verstappen já estava quase cinco segundos à frente de Leclerc, que iniciou a busca ao piloto da Red Bull. Após as paradas nos boxes, Vettel, mais rápido na pista, conseguiu superar Leclerc, sem a intervenção dos diretores da Ferrari.

Na 46ª volta, a 20 do fim, um acidente resultou na entrada do carro de segurança na pista. Os carros de Lando Norris e Lance Stroll se tocaram na curva 12 depois que o piloto da McLaren tentou uma ultrapassagem por fora. A limpeza da pista durou seis voltas. Na relargada, Hamilton manteve o bom desempenho e passou novamente a abrir vantagem em relação a Bottas nas últimas 14 voltas.

Post anteriorPróximo post