Herói do Athletico no clássico, Vitinho admite que foi o jogo mais especial da carreira

O atacante Vitinho saiu do banco de reservas no intervalo e se tornou o herói do Athletico na vitória por 2 a 1 no cláss..

Pedro Melo - 06 de maio de 2021, 20:45

Vitinho marcou os dois gols do Athletico. (José Tramontin/Athletico)
Vitinho marcou os dois gols do Athletico. (José Tramontin/Athletico)

O atacante Vitinho saiu do banco de reservas no intervalo e se tornou o herói do Athletico na vitória por 2 a 1 no clássico contra o Coritiba, na noite desta quinta-feira (06), na Arena da Baixada. O jogador marcou os dois gols do Furacão e o segundo foi um golaço em chute de fora da área no ângulo direito já nos acréscimos do segundo tempo.

Em entrevista após o clássico, Vitinho admitiu que o jogo foi o "mais especial da carreira". "A sensação é a melhor possível. Eu sonhava com um momento desse, não sabia que seria num clássico. Com todas as dificuldades que tive nos últimos meses, foi a melhor sensação possível", disse. "Esse jogo foi o mais especial da minha carreira", acrescentou.

Os dois gols no clássico representaram a superação de Vitinho após um sério problema em 2020. O atacante teve uma infecção por conta de bactéria, chegou a ficar internado e esteve ausente dos gramados por cinco meses. "Esse gol representa muita coisa por tudo que já passei no ano de 2020. Só tenho que agradecer a Deus", comemorou.

Disputa por um lugar no ataque

O titular no ataque do Athletico no clássico foi Carlos Eduardo, recuperado de lesão. Com mais um concorrente por uma vaga no setor ofensivo, Vitinho deixa para a comissão técnica definir quem jogará. "A briga nossa sempre foi sadia e sempre será. Deixamos para a comissão quem joga e quem não joga", declarou.

Vitinho só ficou como opção no banco pelo planejamento da comissão técnica em escalar reservas da equipe principal no clássico. O atacante foi titular na última terça-feira (04) contra o Melgar, pela Sul-Americana, e o único do trio de ataque que ficou à disposição dois dias depois. "Sabemos que o calendário é apertado, difícil, e temos que sacrificar sim. Precisamos pensar jogo após jogo", comentou o atacante.