Inter leva gol de bicicleta e perde para a Católica, mas avança pelo saldo na Libertadores

Folhapress


O Internacional perdeu por 2 a 1 para Universidad Católica na noite desta quinta-feira (22), em Santiago, no Chile. Mesmo com o revés, o time brasileiro obteve a classificação às oitavas de final da Libertadores. Os dois primeiros gols do jogo saíram no primeiro tempo. D’Alessandro abriu o placar de pênalti. No lance seguinte, Zampedri empatou. O atacante chileno virou a partida no fim da etapa final, de bicicleta.

Com o resultado, o Inter fechou a primeira fase com oito pontos, na segunda posição do Grupo E, atrás do Grêmio, líder da chave. O América de Cali ficou na terceira posição e obteve uma vaga na Copa Sul-Americana. A Universidad Católica terminou na última posição do grupo, com sete pontos.

O sorteio dos duelos das oitavas de final acontecerá já nesta sexta-feira. Os 16 times classificados serão divididos em dois potes, com primeiros e segundo colocados em cada um deles.

O Inter volta a campo no próximo domingo (25), em jogo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O adversário é o Flamengo, segundo colocado na tabela. Líder, o time gaúcho atuará em casa. A bola rola a partir das 18h15.

VACILO NO FIM DEIXA COLORADO EM SEGUNDO NO GRUPO E

Apesar de a Universidad Católica não ter chance de avançar às oitavas e o empate servir para o Inter, o jogo começou com boa movimentação e chances para as duas equipes. O time chileno chegou à área pela primeira vez aos quatro minutos, em chute cruzado de Piñares. O Inter respondeu com D’Alessandro, aos 17, em finalização que explodiu na zaga adversária.

A Universidad Católica conseguiu acertar a trave em seguida, após uma tentativa de cruzamento de Piñares. Lomba se esticou, mas não alcançou a bola, que bateu no travessão. A resposta do Inter foi com um gol. O árbitro assinalou pênalti em lance marcado por um toque no braço de Piñares. D’Alssandro cobrou com tranquilidade no meio do gol e fez 1 a 0.

Nem deu tempo de o Intere comemorar muito. Na primeira descida dos chilenos, o jogo voltou a ficar empatado. O lance foi iniciado com um erro de Musto, que perdeu a bola. Na sequência, Zampedri avançou com a bola dominada e arriscou um chute de fora da área. A bola desviou em Cuesta e encobriu Lomba.
Empolgada pelo gol, a Universidad Católica quase chegou à virada com um golaço. Depois de um bate-rebate na área, Puch pegou a sobra e emendou uma bicicleta quase sem ângulo. A bola foi em direção ao gol, mas acabou sendo detida no alto por Lomba.

O Inter entrou em campo com um time misto, já pensando no jogo decisivo do próximo domingo contra o Flamengo, pelo Brasileirão. Eduardo Coudet, porém, passou a fazer mudanças no time no começo do segundo tempo, a fim de buscar a vitória na tentativa de terminar a fase de grupos na primeira posição. Marcos Guilherme entrou na vaga de Pottker. Já Peglow deu lugar a Edenílson.

Aos 26 minutos da etapa final, Coudet lançou Thiago Galhardo no jogo. Para isso, sacou Nonato do gramado. Pouco depois, o Inter quase voltou a ficar à frente no placar. Yuri Alberto recebeu livre na área, driblou o goleiro e bateu sem ângulo. Huerta correu, esticou-se e evitou o gol em cima da linha.

O zagueiro Cuesta e o lateral esquerdo Rodinei entraram em campo pendurados com dois cartões amarelos e deixaram o campo advertidos novamente. Com isso, a dupla está fora do primeiro jogo do duelo das oitavas de final. Vale lembrar que os outros jogadores tiveram os cartões zerados.

A Universidad Católica obteve a virada em mais um vacilo do Inter. Cuesta perdeu a bola e viu Puch cruzar a bola para a área. Moledo não conseguiu afastar o perigo, e Zampedri pegou a sobra de bicicleta. A bola bateu na trave e entrou.

Estádio: San Carlos de Apoquindo, em Santiago (Chile)
Juiz: Mauro Vigliano (ARG)
Cartões amarelos: Piñares, Huerta, Zampedri, Parot e Fuenzalida (UCA); Cuesta, D’Alessandro, Rodinei e Matheus Jussa (INT)
Gols: D’Alessandro, aos 24, e Zampedri, aos 25 min do 1º tempo, e Zampedri, aos 44 min do 2º tempo

UNIVERSIDAD CATÓLICA
Dituro; Rebolledo, Lanaro, Huerta e Parot; Fuenzalida, Saavedra e Piñares; Lezcano, Zampedri e Puch (Marcos Guilherme). T.: Ariel Holan

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Rodinei, Moledo, Cuesta e Uendel (Matheus Jussa); Lindoso, Musto, Nonato, Peglow e D’Alessandro (Praxedes); William Pottker (Edenílson) e Yuri Alberto. T.: Eduardo Coudet

Previous ArticleNext Article