Inter vence Vitória fora de casa e abre vantagem na Copa do Brasil

UOL/Folhapress


O Internacional dominou o Vitória do início ao fim e venceu em Salvador. Nesta quinta-feira (3), o time gaúcho até demorou para transformar todo volume em gol, mas conseguiu na etapa final. Thiago Galhardo sofreu pênalti e converteu para garantir 1 a 0. O placar dá vantagem no duelo, válido pela terceira fase da Copa do Brasil.

Com o resultado no estádio do Barradão, o Inter pode até empatar a partida de volta, no Beira-Rio, que segue no torneio. O jogo em Porto Alegre acontece na quinta-feira (10).

Quem foi bem: Taison

Camisa 10 deu grande assistência para Caio Vidal, em lance que marcou o salto de atuação do time dentro do jogo. Depois, ainda acertou o travessão. Foi o nome mais criativo do time, mesmo com altos e baixos do duelo.

O JOGO

Meia-atacante Patrick voltou a ser titular -no domingo, entrou durante jogo com o Sport- e deu sinais de que ainda precisa (bastante) de ritmo de jogo. Camisa 88 fez jogo discreto na esquerda.

No domingo, Miguel Ángel Ramírez disse que Johnny precisava de tempo. Hoje, o volante começou a partida como titular e deu boa resposta. A atuação do camisa 30 ajudou o Inter a ter controle e segurança.

A estratégia foi clara, mas sofreu para ser executada. Diante de um adversário ofensivo, mas não tão ousado, o Vitória ganhou a bola sem ter o espaço esperado para correr. As boas chances foram criadas em chutes de fora da área e sem tamanha liberdade.

Na etapa final, o Vitória deu sinais de falta de fôlego e ainda ajudou o Inter ao cometer pênalti. As chances de marcar um gol foram ainda mais raras.

Controle e só. No primeiro tempo, o Inter chegou a bater na casa dos 80% da posse de bola, mesmo fora de casa. Apesar do domínio, o time não conseguiu criar chances. As duas finalizações antes do intervalo não exigiram defesa do goleiro Ronaldo. A melhor oportunidade nasceu após Yuri Alberto interceptar passe, Patrick avançar pela esquerda e cruzar rasteiro para o meio. Edenilson, sozinho, tentou de primeira e errou.

No segundo tempo, a velocidade mudou. Com a bola e mais agudo, o Inter passou a chegar perto de abrir o placar. Ainda assim, o gol saiu mesmo em cobrança de pênalti. Galhardo caiu após lance com Wallace Reis, e o próprio camisa 17 bateu. Chute no meio do gol.

VITÓRIA: Ronaldo; Raul Prata, Marcelo Alves, Wallace Reis e Pedrinho (Roberto); Gabriel Bispo, Fernando Neto, Guilherme (Catatau), Soares (João Pedro Mendes) e David; Samuel. T.: Rodrigo Chagas

INTERNACIONAL: Daniel; Saravia, Lucas Ribeiro, Cuesta e Moisés; Johnny, Edenilson (Mauricio), Taison (Lucas Mazetti), Caio Vidal (Lucas Ramos, Yuri Alberto (Thiago Galhardo) e Patrick (Boschilia) T.: Miguel Ángel Ramírez

Local: estádio Barradão, em Salvador (BA)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
Cartões amarelos: Guilherme, Soares (VIT); Taison, Lucas Ribeiro (INT)
Gol: Thiago Galhardo, aos 28 minutos do segundo tempo (INT)

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="768213" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]