Jogador do Avaí morre vítima de tumor no cérebro

Francielly Azevedo


Morreu na manhã desta quinta-feira (21) o volante Renanzinho, do Avaí, aos 20 anos de idade. O atleta lutava contra um tumor no cérebro, descoberto há dois anos. O clube catarinense lamentou o falecimento por meio das redes sociais.

O jogador era cria da base do Leão e apontado como grande promessa do clube.  Nascido em Ariquemes (RO), chegou em Florianópolis há seis anos. Pelo alviceleste, disputou 31 partidas e marcou um gol. Mas a trajetória de sucesso foi interrompida no início de 2016, quando o jovem começou a ter problemas na visão.

Durante o tratamento contra a doença, Renanzinho passou por duas cirurgias e retirou 70% do tumor. A segunda operação deixou sequelas no atleta, que teve os movimentos do lado direito do corpo comprometido, precisando se locomover por cadeira de rodas. O tumor estava alojado próximo a área que controla a respiração e os movimentos.

Renanzinho é irmão de outra promessa do clube, Luanzinho, de 17 anos, promovido ao time profissional na última temporada.

O velório será no estádio da Ressacada. O local do enterro ainda não foi definido pela família.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.