Jogador suspeito de matar presidente do Nacional de Rolândia é indiciado pela polícia

Vinicius Cordeiro

Justiça aceita denúncia e jogador suspeito de matar dirigente vira réu por homicídio

O jogador de futebol Vinícius Corsini, foi indiciado por homicídio qualificado pela Polícia Civil do Paraná nesta quinta-feira (24). Ele é o principal suspeito de assassinar José Danilson de Oliveira, presidente do Nacional de Rolândia, a facadas no último dia 16.

Além do homicídio, o atleta de 20 anos também é acusado de ter cometido o crime por motivo fútil e dificultar a defesa da vítima, que se enquadram como qualificadoras.

“Ele conseguiu se aproximar da vítima porque era conhecido e a vítima não sabia que seria golpeada. Então foi surpreendido”, disse o delegado Bruno Silva Rocha ao Paraná Portal.

A motivação do crime apontada pela polícia é o descontentamento do atleta por flertes do dirigente com a própria mãe, mesmo que o eventual casal não tivesse concretizado qualquer relação física. “Uma vida foi ceifada em razão de mensagens enviadas à genitora do agente, apresentando-se a completa desproporcionalidade entre o motivo e a ação de Vinicius”, diz trecho do inquérito.

Ainda de acordo com a polícia, a última mensagem que Vinícius viu entre a mãe e o presidente do Nacional foi em maio deste ano, ou seja, há quatro meses. Além disso, alega que o presidente do Nacional conversava com a mulher desde 2018.

Vinícius Corsini pediu rescisão do vínculo com o Nacional de Rolândia no início deste ano. Ele defendeu o clube em 2018 e chegou a ser emprestado ao São Paulo Crystal, da Paraíba, no ano passado. Contudo, a polícia não evidenciou qualquer problema na relação entre Corsini e Danilson por motivos profissionais e apresentou à Justiça os contratos de Corsini.

JOGADOR CONFESSOU CRIME À POLÍCIA EM DEPOIMENTO

José Danilson de Oliveira, assassinado a facadas. (Divulgação/Nacional)

Em depoimento, o jogador Vinícius Corsini admitiu que deu facadas em José Danilson de Oliveira.

O suspeito foi contido por populares até a chegada da Polícia Militar, que atendeu a ocorrência. Danilson foi socorrido com vida após sofrer entre cinco a sete lesões de faca. Ele chegou a ser encaminhado ao Hospital do Coração de Londrina e deu entrada em uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos.

Além de ser presidente do Nacional, Danilson também era muito conhecido na região pela carreira política. Ele exerceu três mandados como vereador em Rolândia, chegou a ser presidente da Câmara, e era candidato nas eleições deste ano pelo PSB. Além disso, também já tinha atuado como vice-prefeito da cidade.

O Nacional disputa a divisão de acesso ao Campeonato Paranaense e também a Série D.

Previous ArticleNext Article