Jogos devem ter torcida após vacina contra coronavírus ser criada, diz estudo da UFPR

Redação

volta paranaense

Um estudo da UFPR (Universidade Federal do Paraná) aponta que os jogos esportivos devem ter torcida após a criação de uma vacina contra o coronavírus e que academias devem ficar fechadas.

Consideramos muito precipitado o retorno das competições pelo atual estágio da pandemia no Brasil. As atividades devem se limitar em práticas como caminhada, ciclismo, corrida, exercícios em casa, yoga, alongamentos, entre outras, sempre evitando qualquer forma de aglomeração ou de incentivo à circulação de pessoas”, explica o professor Fernando Mezzadri.

Segundo ele, é preciso que as pessoas não procurem parques e que caminhem perto de suas residências.

No estudo, são abordados quatro cenários possíveis para o retorno das atividades esportivas: o isolamento social, atividades autorizadas em funcionamento, retorno gradativo e o a retomada total. Contudo, no último cenário, é preciso levar em conta uma série de cuidados.

Entre as medidas recomendadas, estão o diagnóstico de atletas e demais envolvidos, medição de temperatura e testagem rápidas em quem frequenta os centros de treinamento.

“Tanto os atletas quanto as pessoas devem fazer os testes como uma forma de controle e precaução, mas a volta aos treinamentos normais e as competições ainda não devem ocorrer agora”, reforça Mezzadri.

O relatório – leia a íntegra – foi intitulado “Recomendações e Orientações Gerais para o Esporte Brasileiro frente à COVID-19” e é um projeto conjunto da é uma ação conjunta entre do CEPELS (Centro de Pesquisa em Esporte, Lazer e Sociedade) da UFPR e a SNEAR (Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento), do Ministério do Esporte. 

FUTEBOL

No caso do futebol, especificamente, os campeonatos já têm data para retornar. O Campeonato Alemão terá jogos neste próximo final de semana, enquanto o Espanhol programou o retorno no dia 12 de junho. No Brasil, ainda não há definição do calendário.

Mezzadri ressalta que esporte profissional movimenta em torno de 2.5 trilhões de dólares por ano, no mundo, e que várias competições já foram canceladas, tais como Jogos Olímpicos e NBA

Ele lembra que até mesmo os campeonatos estaduais têm forte impacto no mercado.  Por isso, ele sugere que gestores busquem ações para proteger os  milhares de jogadores que ganham até três salários mínimos e já estão perdendo seus contratos

A expectativa compartilhada pelos pesquisadores é de que a retomada gradual das atividades só comece a ocorrer em médio ou longo prazo.  

Gestores públicos, da iniciativa privada, atletas e espectadores terão que compreender o atual momento. Sabemos que as competições não devem começar agora”, finaliza.

Previous ArticleNext Article