Jornalistas projetam o que esperar do Londrina em 2022

Jorge de Sousa e Pedro Melo

Jornalistas projetam o que esperar do Londrina em 2022

Após um ano intenso até o fim, o Londrina espera ter novamente um ano de conquistas, mas sem passar mais uma temporada lutando contra o rebaixamento.

Para 2022, a torcida do Londrina espera maiores investimentos no futebol do gestor Sérgio Malucelli para conseguir ter um elenco mais forte para brigar por objetivos mais ambiciosos durante a temporada.

Mas o que fazer para atingir esses feito? A reportagem do Paraná Portal ouviu jornalistas paranaenses para saber o que esperar do Tubarão neste ano.

Os jornalistas convidados são Ayrton Baptista Júnior, apresentador e produtor da rádio CBN Curitiba; Gabriel Carriconde, narrador da rádio Cidade; Elísio Júnior, narrador da rádio Banda B; Rafael Morientes, repórter da rádio CBN Londrina e da CBF TV; e Cesinha Oliveira, repórter da rádio Norte FM e da CBF TV;

CONFIRA AS OPINIÕES DOS JORNALISTAS SOBRE O QUE ESPERAR DO LONDRINA EM 2022

AYRTON BAPTISTA JUNIOR – APRESENTADOR E PRODUTOR DA RÁDIO CBN CURITIBA

O Londrina inicia 2022 sem o goleiro César e o atacante Zeca, que foi fundamental na batalha contra o rebaixamento durante a Série B.

Embora se trate do atual campeão paranaense, a movimentação londrinense neste final de ano não sugere euforia.

GABRIEL CARRICONDE – NARRADOR DA RÁDIO CIDADE

O Tubarão está a duas, três temporadas brincando com a sorte, nesta última quase voltou de novo para a terceirona. Tem que ser um ano para se reconciliar com as vitórias e voltar a fazer boas campanhas na série B.

ELÍSIO JÚNIOR – NARRADOR DA RÁDIO BANDA B

O Londrina se salvou na última rodada do rebaixamento e foi muito abaixo da expectativa em 2021. Não vejo um 2022 muito promissor. Vai tentar defender o título do Paranaense, que foi atípico e terminou só no fim do ano. Tem condições de manter o título estadual, mas nas competições nacional, não vislumbro coisas boas. Entra na Copa do Brasil para participar, ir aonde der, e na Série B, é mais um ano para se manter. Não há muito investimento, o Malucelli não tem mais aquele encanto, e o torcedor também não apoia tanto mais. Vai ser um ano para tentar se manter na Série B.

RAFAEL MORIENTES – REPÓRTER DA RÁDIO CBN LONDRINA E DA CBF TV

Tive o prazer de conviver dois, três dias com o novo técnico do Londrina. Ele me passou muita seriedade, com muita clareza nas ideias de jogo. É um técnico bastante ofensivo. O Londrina, que cresci vendo nos anos 90, tinha muita garra e vontade, mas que também jogava futebol. E isso se perdeu no meio do caminho com o Claudio Tencati, um técnico mais defensivo.

Tenho boas expectativas para o Londrina, pelo que conversei com o treinador e a gente sabe que o Sérgio Malucelli tem feito. Até a ideia do Juninho Manella, youtuber, é muito boa. O Londrina sempre pecou no marketing e se observar, a conta do Instagram do clube já chegou a 100 mil seguidores. Acredito que ele vai dar retorno técnico, porque é um jogador de futsal e também tem habilidade. Com a cabeça no lugar, pode até mesmo virar o jogador profissional que tanto sonha.

Não acredito que o Londrina vai disputar pelo título paranaense. Na Copa do Brasil, a expectativa é de avançar, até para ganhar uma grana extra. E na Série B, vejo como o Guarani desse ano, que não dá muita coisa, mas vai incorporando e até pode chegar. Não acredito que vai brigar durante o campeonato todo, mas com pouco de sorte e competência do Vinicius e da rapaziada, quem sabe? Sufoco não vai passar.

CESINHA OLIVEIRA – REPÓRTER DA RÁDIO NORTE FM E DA CBF TV

Após uma temporada onde a permanência na Série B foi confirmada depois do tempo regulamentar na 38 rodada contra o Vasco da Gama, a expectativa na cidade/torcedor alviceleste é de que as coisas comecem a mudar por aqui! Apesar do Londrina EC ter uma base solida para o Estadual, existe uma cobrança para que o planejamento seja mais criterioso para a próxima temporada. Tudo isso devido ao calendário que tem como novidade a disputa da Copa do Brasil 2022.

A torcida espera que o Gestor Sérgio Malucelli faça contratações midiáticas, ou de reforços que venham com um outro nível técnico e consequentemente patamar salarial… Algo que não vem sendo realizado nos últimos anos. Devido as indefinições e o período de férias, o planejamento como um todo deve tomar corpo a partir do dia 02/01, quando o então técnico recém-contratado, Vinícius Eutrópio, irá assumir de fato o clube e definir métodos e cronograma de trabalho.

LEIA MAIS: Retrospectiva: Londrina tem ano intenso, com taça, acesso e fuga do descenso

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="814501" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]