Jornalistas pedem desculpas, mas comentarista nega racismo contra jogador do Londrina

Vinicius Cordeiro

rádio bandeirantes celsinho racismo londrina goiás série b

O narrador Romes Xavier e o comentarista Vinícius Silva, da Rádio Bandeirantes Goiânia, pediram desculpas e se dizem arrependidos dos comentários preconceituosos sobre o meio campista Celsinho, do Londrina, durante o empate por 0 a 0 contra o Goiás pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Aos 22 minutos do primeiro tempo, o locutor afirmou que o jogador estava com dificuldade de levantar por causa do peso do cabelo do atleta.

“Parece mais uma bandeira de feijão a cabeça dele do que um verdadeiro cabelo. Não é porque eu estou perdendo os cabelos que eu vou achar um negócio imundo desse bonito”, completou o comentarista. Veja o trecho da transmissão:

Neste domingo (18), a dupla foi às redes sociais e pediram desculpas pelo ocorrido. O comentarista Vinícius Silva afirmou que se tratou de uma infelicidade, mas nega que se trata de um caso de racismo.

Jamais foi conotação racial, não foi esse o cunho. Particularmente sou totalmente contra esse tipo de situação de racismo. Foi um comentário equivocado. Toda a repercussão também faz a gente ter uma reflexão dos comentários, brincadeiras exageradas que acontecem. Entrei em contato com o Celsinho demonstrando todo o arrependimento e pedindo desculpas ao jogador, à família e ao Londrina”, publicou o comentarista.

Já o narrador Romes Xavier pediu desculpas a Celsinho e ao Londrina e se posicionou contra o racismo. “Colocações erradas que jamais deveriam ter sido ditas. Quem me acompanha, sabe o quanto sou crítico sobre condutas como essa. Peço perdão. Quem nunca errou”, apontou.

RÁDIO PEDE DESLIGAMENTO DE UM DOS JORNALISTAS

Em nota divulgada, a Rádio Bandeirantes Goiânia afirma que o comportamento da dupla não reflete no posicionamento do veículo, que repudia qualquer ato que tenha cunho racista, dentro ou fora do futebol. Além disso, também diz que já solicitou o desligamento de um dos envolvidos, apesar de não especificar o

“A transmissão do jogo Goiás x Londrina foi realizada pela Equipe Feras do Esporte, que trabalha em regime de parceria com a Rádio Bandeirantes Goiânia, sendo vedado no respectivo contrato qualquer tipo de atitude racista ou preconceituosa por parte dos colaboradores. Assim a Rádio Bandeirantes já solicitou junto à Equipe a imediata rescisão contratual do jornalista”

LONDRINA REPUDIA RACISMO E CELSINHO COMPARTILHA APOIO

O caso foi repudiado pelo Londrina durante a madrugada. O clube ressaltou que os comentários dos jornalistas foram racistas e

“É inadmissível e lamentável, veemente, que tais comunicadores, formadores de opinião, propaguem atos de racismo! Em verdade, o racismo é inadmissível em qualquer situação, lugar, fala e deve ser lutado diariamente, por todos. Com certeza as medidas serão tomadas, contudo, cabe a nós entender que não basta não ser racista, é necessário ser antirracista”, publicou o Tubarão.

Alguns clubes, como o Vasco da Gama e o 4 de Julho, manifestaram apoio enquanto o Goiás não se pronunciou sobre o ocorrido.

O meia Celsinho ainda não se pronunciou sobre o caso, mas compartilhou dezenas de imagens de apoio em seu perfil no Instagram.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="776351" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]