Judoca de 20 anos foi encontrado morto pelo próprio pai dentro da piscina de casa

Vinicius Cordeiro e Jorge de Sousa

Gabriel Schlichta judô Curitiba

Gabriel Schlichta, atleta de judô, foi encontrado morto pelo próprio pai neste domingo (8), por volta das 15h, em Curitiba. O corpo do jovem estava boiando na piscina da casa aonde moravam, no bairro Cabral.

Segundo o testemunho do Dalton Kojima à polícia, Gabriel tinha habilidades aquáticas e usava a piscina frequentemente.

O enterro dele aconteceu na tarde desta segunda-feira (9), no Cemitério Paroquial Nossa Senhora do Rosário, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba.

As informações foram confirmadas pela Polícia Civil do Paraná (PCPR) à reportagem.

O caso está entregue à DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa). As investigações estão em andamento e mais testemunhas devem ser ouvidas nos próximos dias.

PROMESSA DO JUDÔ

Gabriel Schlichta judô Curitiba
Gabriel conquistou diversas competições estaduais e nacionais. Foto: Reprodução / Instagram

Gabriel completou 20 anos no final do mês passado. Nascido em 1999, ele venceu no peso leve (até 73Kg) os títulos brasileiro, sul-americano e pan-americano. Além disso, o judoca fez parte da seleção brasileira de base nas categorias sub-18 e sub-21.

O treinador de Gabriel e professor de judô na Sociedade Morgenau, Alan Vieira, lamentou a morte do atleta que tinha o sonho de representar o Brasil em uma Olimpíada e realizava diversos sacrifícios em sua vida pessoal para atingir esse objetivo.

“O Gabriel abriu mão da vida de um menino normal, se dedicando quase exclusivamente ao esporte. O judô amador requer muita dedicação do atleta e da família, muitas vezes custando a chance do jovem cursar uma universidade para participar dos treinos”, explicou Vieira.

O técnico ainda confirmou que o planejamento traçado com Gabriel previa que o atleta buscasse entrar em 2020 com um projeto de quatro anos, tendo como meta a participação nos Jogos Olímpicos de Paris em 2024.

“Ele era um atleta incrível. Inteligente e de muita força física, sem temer nenhum desafio que o esporte impunha”, finalizou Vieira.

LUTO

A equipe de judô do Clube Morgenau não terá aula nesta segunda-feira (9) por causa da morte de Gabriel. “Não temos palavras. Que os familiares possam ser confortados nesse momento difícil… Saudades eternas”, declara a página do clube.

Não temos palavras.Que os familiares possam ser confortados nesse momento difícil..Saudades eternas….Nosso querido…

Publicado por Judô Morgenau em Domingo, 8 de setembro de 2019

Por fim, a Federação Paranaense de Judô também divulgou uma nota de pesar para lamentar a morte do judoca. “Sua morte nos deixou muito surpresos, mas esperamos que ele possa estar em um lugar melhor”, diz o texto.

Informamos com pesar o falecimento do atleta da Sociedade Morgenau Gabriel Adriano nascido em 26/08/1999 e falecido na…

Publicado por Federação Paranaense de Judô em Domingo, 8 de setembro de 2019

Previous ArticleNext Article