Justiça determina prisão de ex-presidente da Federação Paranaense de Futebol

Francielly Azevedo


A juíza Luciana Fraiz Abrahão, da 5ª Vara Criminal de Curitiba, determinou a prisão do ex-presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Onaireves Moura. O ex-dirigente foi condenado a 22 anos, 4 meses e 12 dias de detenção em regime fechado por estelionato, apropriação indébita e formação de quadrilha.

A condenação de Moura aconteceu em junho de 2015, juntamente com outras oito pessoas. Na última segunda-feira (11), a Justiça decretou que ele seja apresentado, imediatamente, à autoridade judicial. Até a publicação desta reportagem Onaireves não tinha se entregado.

O ex-presidente da FPF é tido como o chefe de uma quadrilha que desviou recursos da federação. Segundo as investigações, Moura se apropriou de dinheiro de cessão de direitos de transmissão de partidas e desviou recursos de arrecadação de cinco jogos do Campeonato Brasileiro de 2005. A organização criminosa também é acusava de usar uma empresa de fachada para movimentar recursos desviados.

O ex-dirigente já tinha sido preso em 2000 por apropriação indébita de recursos previdenciários. Mas conseguiu um habeas corpus. Em 2006, foi preso novamente em uma operação da Polícia Federal, por deixar de pagar contribuições previdenciárias.

Moura foi presidente da FPF entre 1985 e 2007. Após 22 anos no comando, foi suspenso das funções no fim de maio de 2007, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="601571" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]