Juventus atropela Barcelona com brilho de Cristiano Ronaldo sobre Messi

Redação

juventus barcelona cristiano ronaldo messi

Fora de casa, a Juventus derrotou o Barcelona por 3 a 0 sem dificuldades na última partida da fase de grupos da Champions League 20/21. No reencontro com Lionel Messi, Cristiano Ronaldo brilhou e foi o nome do jogo com dois gols de pênalti. McKennie fechar o marcador no duelo realizado no estádio Camp Nou, na Espanha.

Com o resultado, a Juve ultrapassou o Barça e termina como líder do Grupo G da Champions. Os dois clubes encerram a primeira fase com 15 pontos, mas os italianos levaram a melhor por causa do confronto direto. Já que o Barcelona tinha vencido o primeiro jogo por 2 a 0, a Juventus precisava (como fez) vencer por três gols de diferença.

O primeiro lugar garante que a Juve jogará como mandante no jogo de volta das oitavas de final. O sorteio da definição dos confrontos acontece na próxima segunda-feira. A liderança da chave faz com que a Velha Senhora escape de adversários mais fortes, como Liverpool, Bayern e Manchester City.

EM VITÓRIA FÁCIL DA JUVENTUS, CR7 BRILHA CONTRA MESSI

O jogo ganhou atenção pelo duelo entre Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. Foi a 36ª vez que os melhores jogadores do mundo se enfrentaram.

Messi segue com mais vitórias: foram 16 triunfos do argentino contra 11 do português. Com os dois gols marcados hoje, CR7 também se aproximou do número de gols nos duelos individuais: 22 de Messi contra 21 de Cristiano.

Cristiano Ronaldo marcou o primeiro aos 12 minutos após ter sido derrubado pelo zagueiro Ronald Araújo. Ele bateu forte, no meio do gol, para superar o goleiro Ter Stegen.

O segundo gol da Juventus saiu aos 21.Cuadrado deu um cruzamento perfeito para McKennie completar de voleio e anotar um golaço. O último gol saiu em outro pênalti após a bola bater no braço de Lenglet. Cristiano Ronaldo foi para a cobrança e dessa vez finalizou no canto direito para estufar as redes.

Messi foi participativo, mas não conseguiu superar o duelo individual contra o goleiro Buffon. Foram seis defesas do italiano em arremates do camisa 10 do Barcelona. No fim, a arbitragem ainda anulou um gol de Bonucci, que transformaria a vitória em goleada.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="733212" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]