No sufoco, Real Madrid vence clássico contra Barcelona e assume liderança de La Liga

Rafael Nascimento


O Real Madrid levou a melhor sobre o rival Barcelona e venceu “El Clásico” por 2 a 1, na tarde deste sábado no Estádio Alfredo Di Stéfano em Madrid, na Espanha, em partida válida pela 30ª rodada de La Liga.

Benzema, em um golaço de letra, e Tony Kroos anotaram os gols do Real, em um primeiro tempo tecnicamente perfeito da equipe merengue. Mingueza, na etapa final, descontou para o time catalão.

Com o resultado positivo, o Real Madrid alcançou os 66 pontos e assumiu a liderança provisória de La Liga, ultrapassando justamente o Barcelona, que segue com 63 pontos e o então líder Atlético de Madrid (66 pontos), que entra em ação neste domingo (11), fora de casa contra o Betis.

Atual campeão, o Real Madrid volta a campo pelo Campeonato Espanhol no dia 21 de abril, fora de casa contra o Cádiz. Antes disso, a equipe visita o Liverpool na próxima quarta-feira (14), no jogo de volta pelas quartas de final da Champions League.

Já o Barcelona encara o Athletic Bilbao no próximo sábado (17), pela final da Copa do Rei. O próximo compromisso do time catalão em La Liga será o Getafe no dia 22 de abril, no Camp Nou.

BLITZ MERENGUE NO ALFREDO DI STÉFANO

Em se tratando de um El Clásico e com alguns dos principais jogadores do mundo em campo, o início da partida não poderia ser outro a não ser marcado pelo equilíbrio e intensidade.

Mandante do jogo e precisando da vitória para ultrapassar o rival na classificação de LaLiga, o Real Madrid se lançou ao ataque logo aos 4 com Vini Jr, que ganhou na velocidade dos marcadores catalães, mas a bola correu demais e saiu pela linha de fundo.

O Barcelona levou perigo após boa jogada entre Messi com Jordi Alba, que cruzou para Dembelé no miolo da área, mas o goleiro Courtois, atento, fez a intervenção.

Os merengues abririam o placar em nova investida aos 12 minutos. Valverde arrancou pelo meio de campo e encontrou Lucas Vásquez livre de marcação na ponta direita,. O camisa 17 serviu na medida para Karim Benzema, que surpreendeu o goleiro ter Stegen em lance de rara categoria, com uma finalização de letra: 1 a 0.


Mesmo com uma formatação mais conservadora, montada com três zagueiros, o Barça seguiu com dificuldades em frear o ímpeto adversário. Em nova jogada de Vini Jr, a jóia brasileira só foi para com falta, na entrada da grande área. Na cobrança, aos 27 minutos, Tony Kroos, contou com um desvio em Sergiño Dest para ampliar o marcador: 2 a 0.

Sem reação, o Barcelona por muito pouco não levou o terceiro gol aos 33 minutos. Um dos destaques do jogo, Vini Jr emplacou novo contra-ataque e encontrou Valverde bem posicionado, que carimbou a trave direita de ter Stegen. No rebote, Vásquez finalizou e o goleiro do Barça mais uma vez evitou o gol do Real Madrid.

O Barcelona apertou o ritmo no fim do primeiro tempo e por muito pouco não descontou nos acréscimos: aos 45 minutos, em cobrança de escanteio de Messi e que carimbou o travessão de Courtois e dois minutos depois, em finalização de Messi dentro da pequena área e grande defesa do goleiro belga.

BARÇA SE RECUPERA NA ETAPA FINAL, MAS NÃO IMPEDE DERROTA NO EL CLÁSICO

Precisando de um fato novo, o técnico Ronald Koeman promoveu a entrada de Griezmannna tentativa de mudar o panorama na etapa final. Deu certo. Aos 9 minutos, o francês recebeu um passe açucarado de Dembelé e, na cara do gol, chutou pra fora – o árbitro acabou assinalando impedimento no lance.

Aos 14 minutos, Jordi Alba cruzou pela esquerda, Griezmann fez o corta luz e Óscar Mingueza, de canela, descontou para o time catalão: 2 a 1.


O gol elevou o moral do Barcelona, que seguiu com maior posse de bola e capitalizando boas chances de empatar, principalmente com Lionel Messi.

A chuva apertou em Madrid e o Real, mesmo bastante pressionado, conseguia fechar a retranca e segurar o resultado.

O Barça reclamou de um pênalti aos 38 minutos, após o zagueiro Mendy puxar Braithwaite, mas o árbitro interpretou que o lance foi normal.

Já nos acréscimos e com um homem a mais – Casemiro recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso -, Moriba carimbou o travessão de Courtois no último minuto de jogo. Na sobra, o goleiro ter Stegen, que havia se lançado ao ataque, tentou a finalização, mas não teve êxito.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="756757" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]