Leclerc supera Verstappen no fim e é pole do GP da Austrália

Charles Leclerc, da Ferrari, vai largar na pole position neste domingo (10), no GP da Austrália de Fórmula 1. Max Verstappen e Sérgio Pérez completam o top 3

UOL/Folhapress - 09 de abril de 2022, 10:43

Charles Leclerc, da Ferrari, vai largar na pole position neste domingo (10), no GP da Austrália de Fórmula 1. O monegasco dominou o Q3 e anotou o melhor tempo com 1min17s868. Max Verstappen (1min18s154) e Sérgio Pérez (1min18s240), da Red Bull, completam as três primeiras posições. Enfrentando problemas com a Mercedes, Lewis Hamilton ficou em quinto lugar, com o tempo de 1min18s825.

O treino classificatório em Melbourne ficou marcado por dois acidentes: um no Q1, com Nicholas Latifi (Williams) e Lance Stroll (Aston Martin); e um no Q3, com Fernando Alonso.

Nicholas Latifi voltou a protagonizar um acidente durante o treino classificatório. Desta vez, envolvendo Lance Stroll. Os carros colidiram durante o Q1 e os dois pilotos canadenses foram eliminados.

Já no Q3, Fernando Alonso (Alpine) teve um problema hidráulico em seu carro, saiu da pista e bateu, forçando mais uma vez a bandeira vermelha e encerrando o treino na décima posição.

O GP da Austrália será realizado neste domingo (10) com largada às 2h (de Brasília).

Q1

Pode parecer notícia repetida, mas não. Assim como no Q1 nos treinos para o GP da Arábia Saudita, o canadense Nicholas Latifi se envolveu em um acidente e paralisou as voltas, com a sinalização de bandeira vermelha.

Desta vez, o piloto da Williams se chocou com o compatriota Lance Stroll (Aston Martin) no primeiro setor da pista. Ambos foram eliminados da classificação, que teve Max Verstappen, da Red Bull, como o mais rápido, com o tempo de 1min18s580.

Além de Latifi e Vettel, Alexander Albon (Williams), Kevin Magnussen (Haas) e Sebastian Vettel (Aston Martin) não fizeram tempo para avançar para o Q2.

Q2

Durante a segunda etapa do treino, com o sol se pondo em Melbourne, vários pilotos reclamaram para as equipes, dizendo que estavam sendo atrapalhados pela forte luz e pedindo viseiras mais escuras.

"Eu não consigo ver nada com o sol. É inacreditável. Completamente cego", disse Verstappen no rádio da equipe.

O atual campeão da F1 ficou com o quarto tempo no Q2, que foi liderado pelo companheiro de Red Bull, Sérgio Pérez, que anotou a volta de 1min18s834.

Pierre Gasly (Alpha Tauri), Valteri Bottas (Alfa Romeo) - que não ficava fora do Q3 desde 2016 -, Yuki Tsunoda (Alpha Tauri), Guanyu Zhou (Alfa Romeo) e Mick Schumacher (Haas) não avançaram para o Q3.

Q3

A sete minutos do fim da terceira etapa do treino, Fernando Alonso, da Alpine fazia uma volta muito boa, quando teve um problema hidráulico, saiu da pista e bateu. Bandeira vermelha mais uma vez e carros no pit-stop.

A esta altura, Charles Leclerc, da Ferrari, liderava o treino, seguido pela dupla da Red Bull, Sérgio Pérez e Max Verstappen -os dois separados por apenas um milésimo.

Com os carros liberados para voltar à pista, Leclerc melhorou sua volta, assim como Sérgio Pérez e Max Verstappen, que chegou a liderar o Q3, pressionando o monegasco da Ferrari.

Na última volta, Leclerc se superou e bateu o tempo de Verstappen para confirmar o domínio que havia mostrado durante toda a terceira etapa do treino.

Confira o grid de largada para o GP da Austrália

  • 1º Charles Leclerc (Ferrari)
  • 2º Max Verstappen (Red Bull)
  • 3º Sergio Perez (Red Bull)
  • 4º Lando Norris (McLaren)
  • 5º Lewis Hamilton (Mercedes)
  • 6º George Russell (Mercedes)
  • 7º Daniel Ricciardo (McLaren)
  • 8º Esteban Ocon (Alpine)
  • 9º Carlos Sainz (Ferrari)
  • 10º Fernando Alonso (Alpine)
  • 11º Pierre Gasly (AlphaTauri)
  • 12ºValtteri Bottas (Alfa Romeo)
  • 13º Yuki Tsunoda (AlphaTauri)
  • 14º Zhou Guanyu (Alfa Romeo)
  • 15° Mick Schumacher (Haas)
  • 16º Alexander Albon (Williams)
  • 17º Kevin Magnussen(Haas)
  • 18º Sebastian Vettel (Aston Martin)
  • 19º Nicholas Latifi (Wiliams)
  • 20º Lance Stroll (Aston Martin)