Libertadores: Globo vence disputa com o SBT e retoma direitos de transmissão

Além da Globo em TV aberta, a ESPN e o Paramount + vão transmitir os jogos da Libertadores entre 2023 e 2026; SBT fica com a Sul-Americana

Pedro Melo - 12 de maio de 2022, 19:26

(Cesar Greco/Palmeiras)
(Cesar Greco/Palmeiras)

A Conmebol anunciou que a Rede Globo será a responsável pela transmissão dos jogos em TV aberta da Libertadores entre 2023 e 2026. A emissora, que perdeu os direitos em 2020 por conta da pandemia da Covid-19, venceu uma disputa acirrada com o SBT e vai transmitir até 25 jogos em cada temporada, inclusive a grande final.

Nas plataformas pagas, a Disney manteve o principal pacote para transmitir os principais jogos e a final sozinha na ESPN, em TV fechada, e no Star +, no streaming. A empresa norte-americana já transmite os jogos neste ano no pacote herdado da Fox Sports.

Já a principal novidade é a entrada da Paramount +, que terá direito a jogos exclusivos até a semifinal. A empresa, dona da MTV, também pode transmitir a decisão em VT com algumas horas de atraso.

Na Sul-Americana, o SBT, que tem os direitos de transmissão da Libertadores até o final da atual temporada, ficou com o pacote em TV aberta. A empresa de Silvio Santos pode transmitir um jogo por rodada. E nas plataformas pagas, ESPN e Paramount + vão passar todas as partidas.

Ainda teve um pacote de melhores momentos e clipes especiais que foi negociado com o One Football. O aplicativo pode publicar os principais lances da Libertadores e da Sul-Americana antes das outras mídias sociais.

VOLTA DA LIBERTADORES ERA PRIORIDADE PARA A GLOBO

A Globo rescindiu o contrato que tinha com a Conmebol para a transmissão da Libertadores em agosto de 2020. A empresa alegou que não tinha como manter o acordo de US$ 60 milhões por temporada no momento em que a pandemia da Covid-19 estava em alta em todo o mundo.

A Conmebol ficou irritada com a situação e chegou a processar a Globo. Além disso, impediu a emissora de transmitir seus torneios e vendeu os direitos de transmissão da Libertadores em TV aberta para o SBT, além de criar a Conmebol TV para passar as partidas em pay-per-view.

Depois de acordo na Justiça, a Globo vai pagar indenização milionária para a Conmebol e voltou para a disputa da Libertadores. Para retomar os direitos, a emissora aceitou exibir todos os patrocinadores da entidade sul-americana e se comprometeu em transmitir a final mesmo se não tiver brasileiros.

A Globo desejava o retorno da Libertadores para alavancar a audiência no futebol e ter o principal torneio da América do Sul em sua grade.