Londrina derrota o Maringá; Foz e Toledo ficam no zero

Redação

Mesmo jogando fora de casa, o Londrina venceu o Maringá por 2 a 1 nesta quarta-feira (20), pela terceira rodada da Taça Dirceu Krüger, o segundo turno do Campeonato Paranaense. O duelo aconteceu no estádio Willie Davids, em Maringá, e contou com um público de 1.476 pessoas.

Os dois times estão no Grupo A, assim como Foz do Iguaçu e Toledo, que empataram por 0 a 0 no Estádio do ABC.

Com os resultados, o Tubarão chegou aos sete pontos ficou no segundo lugar da chave, atrás do líder Athletico. O Foz aparece em terceiro, com quatro pontos. O Operário fica em quarto e o Toledo é o quinto colocado depois de conquistar seu primeiro ponto no torneio.

No último lugar, o Maringá segue sem pontuar. O clube ainda contou com a estreia do técnico Sandro Forner, ex-Coritiba, nesta noite, mas não conseguiu estrear com um bom resultado. contratado para o Antonio Picolli, demitido no último domingo (17), após a goleada por 4 a 0 sofrida para o Athletico.


Confira os principais lances

O jogo

O primeiro tempo foi disputado, com o Londrina perto do gol nos 15 primeiros minutos. Aos 22 minutos, ocorreu a primeira grande chance do Maringá: Rogerinho bateu uma falta e a bola bateu na rede pelo lado de fora. Logo em seguida, Luquinha, do Londrina, arrancou pelo meio e passou para Devid, que chutou para a defesa de Victor Golas.

Aos 34 minutos, veio o primeiro gol do Londrina. Em um contra-ataque, Matheus Bertotto lançou Wéverton, que entrou na área e bateu cruzado para marcar.

O Maringá tentou reagir logo em seguida, mas o chute de Jean foi barrado pelo goleiro Alan.

Aos 43 minutos, o empate saiu em um chutaço do atacante Welton Paragua.

O primeiro tempo terminou no 1 a 1, mas a igualdade no placar não durou muito. Já aos seis minutos do segundo tempo, Luquinha driblou a marcação e colocou o Londrina em vantagem. Foi o segundo gol marcado pelo jogador com a camisa do time.

A chance do terceiro ainda veio aos 29 minutos, após Luquinha sofrer pênalti. Anderson Leite foi para a cobrança, mas Victor Golas brilhou. Ele fez outra defesa no rebote, quando Alex Bruno arrematou.

Aos 31 minutos, o LEC assustou de novo, mas o chute de Luquinha pegou na trave. O Maringá esboçou um sufoco no final, mas não conseguiu arrancar o empate.

Post anteriorPróximo post