Lucho González projeta carreira de treinador: “Completamente diferente do que foi como jogador”

Pedro Melo

Lucho González Athletico treinador técnico

Lucho González encerrou a carreira como jogador em uma noite cheia de homenagens. O agora ex-volante jogou por quatro minutos e foi substituído por Christian na goleada do Athletico por 4 a 0 sobre o Aucas, pela Sul-Americana.

Após ‘pendurar’ as chuteiras, Lucho González se prepara iniciar uma nova carreira: a de treinador. O argentino continuará no Athletico para trabalhar na comissão técnica. A tendência é que comece o trabalho nas categorias de base e auxiliando o elenco principal.

“Vou tentar começar uma carreira como treinador e tenho muita consciência que é completamente diferente do que foi a minha carreira como jogador. Para isso, eu preciso me preparar. Todos os treinadores que tive a sorte que ter, me deixaram muitas coisas na parte humana e considero que é o mais importante”, afirmou Lucho.

E Lucho González como treinador já um grande fã: o diretor técnico Paulo Autuori. “É um profissional dedicado e parecia a cada dia que era o primeiro dia de treino dele. Tem jogadores que não têm o brilhantismo nas ações pessoais e o Lucho consegue. Teve uma carreira vitoriosa e é um dos maiores vitoriosos no futebol argentino. Isso jamais o fez perder o lado humano, que foi fundamental como jogador e será como treinador. Tenho certeza que será um grande treinador e o fará aqui no Athletico Paranaense. Particularmente, é o meu sonho. Ele está se preparando e vai galgando dentro do clube degraus para chegar onde tem que chegar”, elogiou o diferente.

LUCHO GONZÁLEZ GANHOU TÍTULOS NO ATHLETICO E VIROU ÍDOLO DA TORCIDA

A passagem de ‘El Comandante’ pelo Athletico teve início em setembro de 2016. Em cinco temporadas, o argentino disputou 160 partidas com a camisa rubro-negra, marcou dez gols e conquistou quatro títulos – Sul-Americana 2018, Copa do Brasil 2019, J.League/Conmebol 2019 e Campeonato Paranaense 2020.

“Um contrato que começou com um ano e três meses e acabou sendo quase cinco. Isso resume um pouco o que foi a minha passagem por esse grande clube. O mais importante que um jogador pode conseguir são títulos nos clubes onde passa, porque é algo que ninguém consegue esquecer e será lembrado ao longo dos anos. A conquista que nosso grupo conseguiu será sempre lembrança”, agradeceu o ex-volante.

Lucho González esperava pela presença do público nas arquibancadas, o que não foi possível por conta da pandemia da Covid-19. Porém, recebeu o carinho de torcedores na chegada à Arena da Baixada para o último jogo da carreira. “A única coisa triste foi exatamente isso de não ter a nossa torcida, saber que é um fator fundamental neste clube e foi algo triste, mas a gente sabe que estamos um momento delicado no Brasil e no mundo inteiro. Só palavras de agradecimento, de me sentir feliz e aposentar em clube com torcida tão fanática, uma estrutura tão grande e grandes profissionais”, disse.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="766822" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]