Luciano Cabral é denunciado por homicídio

Metro Jornal Curitiba O meia do Furacão Luciano Cabral foi acusado de homicídio qualificado (pelo fato de um primo menor..

Narley Resende - 06 de janeiro de 2017, 09:17

Metro Jornal Curitiba

O meia do Furacão Luciano Cabral foi acusado de homicídio qualificado (pelo fato de um primo menor estar junto) por envolvimento na morte de Joan Villegas, 27, assassinado com pedradas na cabeça na manha do dia 1º. As informações foram confirmadas pelo advogado do jogador, Gustavo Nedic, em entrevista ao Diario Uno, jornal de Mendoza.

A denúncia das autoridades argentinas aconteceu 24h depois da prisão do atleta, que se apresentou a delegacia de General Alvear, na região de Mendoza, onde aconteceu o crime. Segundo Nedic, a denúncia era necessária para manter a prisão temporária de Cabral, do contrário ele seria solto.

Além dele, seu pai, José Cabral, 42, está preso e um primo de 17 anos detido pela morte de Villegas. Roupas com manchas de sangue foram encontradas na casa de ambos.

Ao Diario Uno, o advogado declarou que o jogador é inocente e que a denúncia é um ‘erro processual que afeta o direito de defesa’. Para ele, faltam provas e Cabral só está preso pelo vínculo familiar, já que não estaria no local no crime.

Ao Clarín, principal jornal da Argentina, a mãe da vítima, Maria Angeles Gualpa, disse que Luciano Cabral está diretamente envolvido no crime, além de ter acusado a família do jogador de venda de drogas.

“Se eu não tenho paz, vocês também não. Que minha dor transforme-se em força para lutar por meu filho”, escreveu ela em mensagem publicada nas redes sociais na quarta-feira, poucas horas depois da prisão de Cabral.