Mais quatro pessoas com mandados de prisão são identificadas na biometria da Arena

Francielly Azevedo


O Atlético-PR informou nesta terça-feira (22) que mais quatro pessoas com mandados de prisão foram identificadas pelo sistema biométrica da Arena da Baixada. As prisões aconteceram na partida contra o Cruzeiro, na última quarta-feira (16), no duelo válido pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Na ocasião, o rubro-negro perdeu por 2 a 1 para a Raposa.

Segundo o clube, as pessoas com mandados de prisão em aberto foram identificadas pelas catracas, no momento do acesso ao estádio. Elas foram abordadas pela polícia e encaminhadas à Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (DEMAFE) e a Divisão de Vigilância e Captura (DVC), para os procedimentos legais.

Essa foi a segunda partida consecutiva em que a biometria do estádio possibilitou a prisão de pessoas com pendência na Justiça. No duelo com o Atlético-MG, no dia 12 de maio, outros quatro foragidos foram identificados tentando entrar no estádio atleticano.

Os equipamentos da Arena da Baixada estão interligados com à webservice com dados de segurança pública, que podem ser acessados apenas pela Polícia Civil e pela Polícia Militar, viabilizando o cumprimento dos mandados.

O sistema biométrico da Arena é um convênio do Tribunal de Justiça, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (SESP), o Instituto de Identificação do Paraná, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) e a Celepar.

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="525050" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]