Manchester City é banido das próximas edições Champions League pela UEFA

Redação

manchester city uefa champions league

A UEFA (Union of European Football Associations) baniu o Manchester City das duas próximas edições da Champions League e aplicou uma multa de 30 milhões de euros, cerca de R$ 140 milhões, ao clube inglês. O comunicado oficial foi divulgado na tarde desta sexta-feira (14).

A entidade que comanda o futebol europeu declarou que Citizens descumpriram as leis do fair play financeiro. Basicamente a regra impede que os clubes gastem mais do que arrecadam, criando um código de conduta no mercado.

Contudo, o Clube de Controle Financeiro da UEFA considerou que o Manchester City inflou falsamente suas receitas de patrocínio e tentou burlar as leis do fair play financeiro. A acusação foi feita com documentos vazados pela revista Der Spiegel, da Alemanha, em novembro de 2018.

Contudo, a punição esportiva passa a valer a partir da próxima temporada. Ou seja, o City vai duelar normalmente com o Real Madrid nas oitavas de final da atuação edição.

O jogo de ida está marcado para o dia 26 (quarta-feira), às 17h (horário de Brasília), no estádio Santiago Bernabéu, na Espanha. Já o duelo da volta está marcado para o dia 17 de março.

CITY QUER REVERTER SITUAÇÃO

A decisão da UEFA ainda pode ser revertida, apesar das chances serem baixas. O Manchester City fará um apelo para a determinação ser julgada na Corte Arbitral do Esporte, na Suíça, por um julgamento ‘imparcial’.

Em nota divulgada no site oficial, o City não alega ter sido surpreendido.

“O Manchester City está decepcionado, mas não surpreso com o anúncio de hoje pela Câmara Adjudicatória da UEFA. O clube sempre antecipou a necessidade final de procurar um órgão e um processo independentes para considerar imparcialmente o conjunto abrangente de evidências irrefutáveis ​​em apoio à sua posição”, diz trecho do texto.

Previous ArticleNext Article