Manchester City faz 4 a 3 no Tottenham e é eliminado da Liga dos Campeões

Vinicius Cordeiro

Em duelo eletrizante, o Manchester City bateu o Tottenham por 4 a 3 nesta quarta-feira (17), mas acabou sendo eliminado nas quartas de final da Liga dos Campeões 2018/2019.  Detalhe: aos 47 minutos do segundo tempo, o atacante Sterling marcou o gol que daria a classificação para os Citizens, mas o VAR pegou impedimento do camisa 7 na jogada.

Com a vitória por 1 a 0 no jogo de ida, os Spurs conquistaram a classificação pelo critério do gol fora de casa. O time de Londres vai encarar o Ajax na semifinal.

Na outra decisão, o Barcelona vai encarar o Liverpool. As datas reservadas dos confrontos da ida são nos dias 31 de abril e 1 de maio, enquanto as partidas da volta vão acontecer nos dias 8 e 9 de maio.

Sterling, duas vezes, Bernardo Silva e Sérgio Agüero marcaram no Etihad Stadium. Do outro lado, Son, também duas vezes, e Llorente descontaram pelos visitantes.


O que impressionou foi o ritmo forte das duas equipes durante os 90 minutos. Para se ter noção, foram cinco gols nos primeiros 21 minutos de jogo.

Sterling marcou três vezes, mas só dois gols foram validados. Foto: Divulgação UEFA / Twitter

O JOGO

Sterling abriu o placar com três minutos e 52 segundos, o gol mais rápido do City na história da Liga dos Campeões. De Bruyne tabelou com David Silva e acionou o camisa 7, que cortou e bateu colocado para balançar as redes.

O empate veio quatro minutos depois. Son aproveitou o corte errado de Laporte e arrematou firme para igualar.

O coreano voltou a brilhar aos 10 minutos para virar o placar. Laporte vacilou mais uma vez e Lucas Moura recuperou pelos Spurs. O brasileiro tocou para Eriksen e o dinamarquês acionou Son. O coreano chutou firme para marcar o segundo dele na partida e o sétimo nesta atual edição da Liga,

O marcador ficou em igualdade um minuto depois. Aguero encontrou Bernardo Silva. O português chuto desvio em Danny Rose antes de entrar no gol defendido pelo francês Lloris.

O terceiro gol aos 20 minutos. De Bruyne apareceu na ponta direita e cruzou rasteiro para Sterling completar.

Apesar da vitória, o City estava sendo eliminado pelo critério do gol fora de casa. Com isso, os comandados de Pep Guardiola seguiram com a iniciativa do jogo.

Aos 40, Sissoko saiu machucado, mas deu uma esfriada na partida. Llorente entrou em seu lugar, recuando o posicionamento de Eriksen.

Dois minutos depois, Son quase anotou seu hat-trick. O coreano pedalou em cima de Walker e soltou uma pancada com o pé esquerdo, mas a bola foi pela linha de fundo. Aos 44, De Bruyne arriscou de fora da área para a defesa de Lloris.

AGUERO E LLORENTE MARCAM

Na etapa final, Lloris brihlou. Primeiro, aos cinco minutos, ele defendeu um chute à queima-roupa de Sterling. Depois, fez uma defesaça em uma pancada de De Bruyne.

Aos 12, Llorente cabeceou com perigo e Éderson também mostrou serviço.

No minuto seguinte, o City ampliou. De Bruyne arrancou pelo meio e acionou Aguero dentro da área. O argentino fuzilou as redes e ia dando a classificação aos donos da casa.

Aguero fez o gol que ia dando a classificação para os Citizens. Foto: Divulgação UEFA / Twitter.

O Tottenham foi atrás e diminuiu aos 28 minutos. Depois do cruzamento do lado esquerdo e o desvio de Walker, a bola bateu nos braços e no corpo de Llorente e entrou no fundo das redes. O árbitro Cüneyt Çakır ainda consultou o árbitro de vídeo (VAR), antes de confirmar o gol.

O jogo seguiu equilibrado e a responsabilidade voltou para os braços do City. A cada jogada dos Citizens até o apito final, a torcida e o técnico Pep Guardiola lamentavam. Aos 47, os donos da casa chegaram ao gol. Eriksen vacilou no meio campo e permitiu o contra-ataque dos Citizens. O argentino tocou para Sterling bater firme e fazer o estádio explodir. Apesar disso, o VAR entrou em ação e assinalou o impedimento de Aguero no início da jogada, criando um desfecho incrível para a decisão.

Llorente deu a classificação para os Spurs. Foto: Divulgação UEFA / Twitter

Post anteriorPróximo post