Acompanhe a repercussão da morte de Diego Maradona

Vinicius Cordeiro e Redação


Diego Armando Maradona, um dos maiores jogadores de futebol da história, morreu nesta quarta-feira (25), aos 60 anos. O velório será na Casa Rosada, aberto ao público, a partir desta quinta-feira (26).

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, decretou luto oficial de três dias em homenagem ao maior ídolo do esporte argentino.

Campeão da Copa do Mundo em 1986, Maradona não resistiu a uma parada cardiorrespiratória, Ele estava em casa, na cidade de Tigre, na província de Buenos Aires.

A morte de Diego Maradona foi informada pelo jornal Clarín com um texto marcante do jornalista Mariano Verrina: “Um golpe que retumba em todas as latitudes. Um impacto mundial. Uma notícia que marca uma dobradiça na história, escreveu.

Diego Maradona passou por uma cirurgia delicada no cérebro no início deste mês, mas recebeu alta após oito dias internados. A operação foi para drenar uma hemorragia no cérebro, o que preocupava ainda mais pela condição de saúde do ex-jogador viciado em cocaína.

MORTE DE DIEGO MARADONA REPERCUTE NO MUNDO

Lionel Messi e Neymar, os maiores jogadores de Argentina e Brasil na atualidade, pronunciaram-se a respeito da morte de Diego Maradona na tarde desta quarta-feira (25), horas depois da informação ser publicada pelo jornal Clarín.

Um dia muito triste para todos os argentinos e para o futebol. Nos deixa, mas não se vai porque Diego é eterno. Fico com todos os momentos lindos vividos com ele e queria aproveitar para enviar meus pêsames para toda sua família e amigos. Que descanse em paz”, disse Messi.

O camisa 10 do Barcelona trabalhou com Maradona na seleção argentina. O ex-jogador comandou o time nacional na Copa do Mundo de 2014, mas os hermanos acabaram eliminados para a Alemanha nas oitavas de final.

Neymar também fez um post nas redes sociais. “Sempre estará em nossas memórias, você deixou o seu legado. FUTEBOL te agradece. Descanse em paz lenda”, publicou Neymar.

PELÉ E CRISTIANO RONALDO TAMBÉM FAZEM HOMENAGENS

Pelé, um dos maiores atletas de todos os tempos, publicou uma homenagem ao argentino nas redes sociais.

Apesar da comparação entre ambos, os dois sempre se mostraram muito amigos. Em um livro, Maradona coloca Pelé como o maior de todos os tempos, seguido por Rivellino (grande ídolo de Maradona) e Cruyff.

“Que notícia triste. Eu perdi um grande amigo e o mundo perdeu uma lenda. Ainda há muito a ser dito, mas por agora, que Deus dê força para os familiares. Um dia, eu espero que possamos jogar bola juntos no céu”, escreveu Pelé.

Já Cristiano Ronaldo, maior jogador português, também lamentou a morte de Maradona.

“Hoje despeço-me de um amigo e o Mundo despede-se de um génio eterno. Um dos melhores de todos os tempos. Um mágico inigualável. Parte demasiado cedo, mas deixa um legado sem limites e um vazio que jamais será preenchido. Descansa em paz, craque. Nunca serás esquecido”, escreveu CR7.

DIEGO MARADONA MORRE NA ARGENTINA

Diego Armando Maradona, considerado um dos melhores jogadores de futebol da história, morreu aos 60 anos nesta quarta-feira (25). Campeão da Copa do Mundo de 1986, Maradona faleceu por uma parada cardiorrespiratória na casa que estava em Tigre, na Argentina.

A informação foi divulgada pelo jornal Clarín. “Um golpe que faz tremer em todas as latitudes. Um impacto mundial. Uma notícia que marca de forma muito forte na história”, destacou o jornalista Mariano Verrina.

Diego Maradona teve que passar por uma cirurgia delicada no cérebro no início deste mês, mas recebeu alta após oito dias internados. A operação foi para drenar uma hemorragia no cérebro. Maradona estava em recuperação após o procedimento bem-sucedido, mas estava . ainda mais pela condição de saúde do ex-jogador já que ele era viciado em cocaína antes mesmo de encerrar a carreira.

Dentro de campo, Maradona é reconhecido principalmente pela conquista da Copa do Mundo de 1986. O camisa 10 foi o principal destaque da Argentina e marcou dois gols épicos contra a Inglaterra, pelas quartas de final. Em um dos gols, ele usa a mão. A arbitragem não viu e validou o gol. Questionado sobre a jogada, Maradona apelidou o gol de “mão de Deus” (traduzido de ‘la mano de Dios’). Já o outro gol é considerado um dos maiores gols da história do futebol. Maradona dribla metade do time inglês antes de marcar.

MARADONA É UM DOS MAIORES DA HISTÓRIA DO FUTEBOL

Diego Armando Maradona é um dos melhores jogadores de todos os tempos. Para muitos, ele fica atrás de Pelé. Para os argentinos, é até maior que o brasileiro.

Maradona começou a carreira no Argentino Juniors e vai para o Boca Juniors, onde fica por dois anos antes de ir ao Barcelona. Na Espanha, ele conquista três títulos e vai para o Napoli, da Itália, onde virou uma espécie de ‘Deus’. Ele marcou seu nome na história do lube com títulos da Copa UEFA, Copa da Itália, Supercopa da Itália e duas taças do Campeonato Italiano. Depois, já sem tanto brilho, teve passagem pelo Sevilla e encerrou a carreira no Newell’s Old Boys, retornando ao futebol argentino.

Pela seleção da Argentina, ele é responsável pelo título na Copa do Mundo de 1986 e conhecido por ‘carregar o time nas costas’. Nas quartas de final, fez dois gols históricos contra a Inglaterra. Um deles foi apelidado por ele próprio como a ‘a mão de Deus’. O segundo é considerado o gol mais bonito da história das Copas: ele dribla oito adversários antes de marcar.

A parte final da carreira ainda foi marcada pela suspensão do doping, já que fazia uso de cocaína. Mesmo assim, conseguiu atuar na Copa do Mundo de 1994.

Além do desempenho dentro de campo, Maradona ainda teve uma Igreja fundada a ele. A igreja maradoniana foi idealizada pelo jornalista Hernán Amez e criada em 1998. O espaço físico é uma capela na casa de Maradona, em Rosário, onde existe um altar com a imagem do ex-jogador e uma “bíblia”, que é a biografia do atleta.

Previous ArticleNext Article