Maringá x Operário AO VIVO: saiba onde assistir ao Campeonato Paranaense

Maringá e Operário se enfrentam pela oitava rodada do Campeonato Paranaense - saiba onde assistir ao jogo ao vivo

Redação - 16 de fevereiro de 2022, 19:44

(André Jonsson/Operário)
(André Jonsson/Operário)

Maringá e Operário se enfrentam pela oitava rodada do Campeonato Paranaense - saiba onde assistir ao jogo ao vivo e as escalações já confirmadas pelos dois treinadores.

O jogo acontece na noite desta quarta-feira (16), às 20h30, no estádio Willie Davids, em Maringá (PR).

ONDE ASSISTIR MARINGÁ E OPERÁRIO AO VIVO

A partida tem transmissão exclusiva da NSports, plataforma de streaming que transmite todos os jogos do Campeonato Paranaense.

O Operário é o líder do estadual, com 14 pontos, mesma pontuação de Coritiba e FC Cascavel, mas com vantagem no saldo de gols. Para manter a primeira colocação, o técnico Ricardo Catalá não terá força máxima para escalar o time por conta da maratona.

Rafael Chorão, Felipe Garcia, Rodrigo Pimpão e Matheus Alemão ainda se recuperam de lesões. Já Marcelo e Giovanni Pavani jogaram todas as partidas e estão desgastados.

Do outro lado, o Maringá é o sétimo colocado, com dez pontos, e busca a vitória em casa para encaminhar a classificação para as quartas de final do estadual. O técnico Jorge Castilho não conta com Parrudo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, mas tem a volta de Raphinha, que cumpriu suspensão na última rodada.

FICHA TÉCNICA - 8ª RODADA DO CAMPEONATO PARANAENSE

Onde assistir Maringá x Operário: NSports.

Data, horário e local: quarta-feira (16), às 20h30, no estádio Willie Davids, em Maringá (PR).

Maringá: Dheimison, Marcos Vinícius, Ronald, Gustavo Vilar e Raphinha; João Denoni, Matheus Bianqui, Anderson Ceará e Robertinho; Alemão e Leonardo. Técnico: Jorge Castilho.

Operário: Simão; Arnaldo, Thales, Reniê e Romário; Leandro Vilela, Marcelo e Giovanni Pavani; Lucas Mendes, Paulo Sérgio e Thomaz. Técnico: Ricardo Catalá.

Arbitragem: Luiz Alexandre Fernandes, auxiliado por Denise Akemi Simões de Oliveira e Paulo Gustavo Rivelini.