Matemática: Paraná virtualmente rebaixado, Atlético-PR quase livre

Roger Pereira


A vitória sobre o Paraná Clube por 3 a 0, domingo, na Arena da Baixada, deixou o Atlético-PR em situação bastante tranquila quanto ao risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Ao chegar à 9ª posição da competição, com 33 pontos, o Furacão abriu seis de vantagem para a zona de rebaixamento e tem, agora, apenas 0,4% de chances de queda, de acordo com o site Chance de Gol, do estatísitco Marcelo Leme de Arruda. Já o Tricolor, com mais um tropeço, chegou, mesmo ainda faltando 12 rodadas para o fim do campeonato, à situação de virtualmente rebaixado, com 99,9% de chances do jogar a Série B em 2019.

Com apenas 16 pontos em 26 jogos, o Paraná é o lanterna do campeonato e já está a 12 pontos da Chapecoense, o último clube fora da zona de rebaixamento, e que ainda tem um jogo a menos (enfrenta o Fluminense, nesta segunda-feira).

Para Arruda, um clube estará matematicamente livre do rebaixamento se somar 45 pontos. Para isso, o Tricolor precisaria marcar 29 nas 12 rodadas restantes, sendo necessárias, então 10 vitórias. O matemático ainda aponta a grande possibilidade de permanência na Série A com 43 pontos (90% de chances), mesmo assim, o Tricolor necessitaria de uma campanha de campeão na reta final, marcando 27 pontos dos 36 que disputará (nove vitórias, para um time que, em 26 rodadas, venceu apenas três vezes).

De olho na Libertadores

Com 33 pontos, o Atlético está a quatro vitórias de atingir o primeiro objetivo: a permanência na Série A. A boa campanha no segundo semestre, no entanto, faz o clube já pensar em coisas melhores ao final do campeonato. Na nona posição, a probabilidade de classificação para a Sul-Americana no ano que vem já são de 87%. Mas é numa improvável vaga para a Libertadores que o clube se foca. Hoje, de acordo com o Chance de Gol, as chances são de apenas 4%.

O site, no entanto, considera a probabilidade de o clube terminar o campeonato entre os seis primeiros (que têm vaga garantida na competição continental). As chances rubro-negras aumentam bastante, no entanto, em caso de novas vagas serem abertas. Se um clube que terminar no G6 fora campeão da Libertadores, da Copa do Brasil ou da Sul-Americana, uma nova vaga via Brasileirão é criada. Assim, o sétimo, o oitavo e, até o nono colocado do campeonato podem chegar à principal competição continental.

Se tivermos G7 no Brasileirão, as chances atleticanas sobem para 18,8%. Com G8, as chances são de 383% e com G9, 57,7%. O matemático também considera a chance de o Atlético ser o campeão da Sul-Americana (está nas oitavas de final da competição, com boa vantagem sobre o Caracas, após vitória por 2 a 0 no primeiro jogo, fora de casa). Segundo Arruda, o Furacão tem 33,7% de chances de conquistar a competição continental e, assim garantir vaga na Libertadores de 2019. Assim, as chances absolutas de o Furacão estar na Libertadoes são de 49,8%.

Veja abaixo as possibilidades de cada time depois das partidas de domingo, de acordo com o site Chance de Gol. Os números podem sofrer alterações após a disputa de dois jogos desta segunda que fecham a 26ª rodada: Chapecoense x Fluminense e Vasco x Bahia.

Probabilidade de título (ordenados pela classificação no campeonato):

1 – São Paulo (51 pontos) – 13,8% de chances
2 – Palmeiras (50 pontos) – 35,4%
3 – Internacional (50 pontos) – 39,8%
4 – Flamengo (48 pontos) – 3,9%
5 – Grêmio (47 pontos) – 6,8%
6 – Atlético-MG (42 pontos) – 0,4%

Probabilidade de vaga na Libertadores (G6):
1 – São Paulo (51 pontos) – 99,5%
2 – Palmeiras (50 pontos) – 99,8%
3 – Internacional (50 pontos) – 99,9%
4 – Flamengo (48 pontos) – 96,9%
5 – Grêmio (47 pontos) – 98,6%
6 – Atlético-MG (42 pontos) – 78,9%
7 – Cruzeiro (37 pontos) – 13,2%
8 – Corinthians (34 pontos) – 2%
9 – Atlético-PR (33 pontos) – 4%
10 – Santos (32 pontos) – 6%
11 – Botafogo (32 pontos) – 0,05%
12 – América-MG (31 pontos) – 0,02%
13 – Fluminense (31 pontos) – 0,5%

Probabilidade de rebaixamento:
20 – Paraná (16 pontos) – 99,99%
19 – Sport (24 pontos) – 94,8%
18 – Vasco (25 pontos) – 48,5%
17 – Ceará (27 pontos) – 26%
16 – Chapecoense (28 pontos) – 23,1%
15 – Bahia (29 pontos) – 7,5%
14 – Vitória (29 pontos) – 54,5%
13 – Fluminense (31 pontos) – 5,4%
12 – América-MG (31 pontos) – 18,4%
11 – Botafogo (32 pontos) – 20%
10 – Santos (32 pontos) – 0,5%
9 – Atlético-PR (33 pontos) – 0,4%
8 – Corinthians (34 pontos) – 0,9%

 

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal