“Me entreguei de corpo e alma”, diz Matheus Costa após demissão no Confiança

Redação

matheus costa

O Confiança demitiu o técnico Matheus Costa no início da tarde desta quarta-feira (16), após o empate por 2 a 2 com o Avaí dentro de casa. O treinador de 33 anos comandou o time no título do Campeonato Sergipano de forma invicta e chegou na semifinal da Copa Nordeste – melhor campanha da história do clube no torneio, mas foi desligado antes da 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

A equipe está na 16ª colocação com oito pontos, dois a mais que o Figueirense – primeiro clube na zona do rebaixamento. Foi apenas uma vitória conquistada nas nove primeiras rodadas, o que motivou a troca do comando técnico.

Contudo, vale lembrar que além da paralisação por causa da pandemia, o comandante ainda perdeu 17 atletas infectados pela covid-19 nas rodadas iniciais.

Matheus assumiu o time em fevereiro e somou sete vitórias, 11 empates e cinco derrotas. Ou seja, o aproveitamento foi de 47,82%.

Segundo o clube, o novo técnico será apresentado o mais rápido possível. Isso porque a equipe de Aracaju recebe o Guarani na próxima sexta-feira (18), às 19h15.

“ME ENTREGUEI DE CORPO E ALMA”, DIZ MATHEUS COSTA APÓS SAÍDA DO CONFIANÇA

Em nota, Matheus Costa disse que criou um laço com Aracaju e que cumpriu todos os objetivos determinados pelo clube. Além do título estadual, o trabalho também garantiu a participação do Confiança na Copa do Brasil e na Copa do Nordeste em 2021.

Confira a íntegra do comunicado de Matheus Costa:

Informo minha saída da Associação Desportiva Confiança, clube ao qual me entreguei de corpo e alma e tive o prazer de trabalhar ao longo de sete meses conquistando o título Estadual invicto, melhor classificação da história do clube na Copa do Nordeste chegando a semifinal e neste momento fora da zona de rebaixamento da Série B, atingindo todos os objetivos do clube que me foi proposto.

Garantimos a participação do clube na Copa do Brasil e Copa do Nordeste do próximo ano, o que propicia um calendário fundamental para o clube que vem galgando e abrindo cada vez mais seu espaço no futebol nordestino e brasileiro.

Passamos por dificuldades que enfrentamos no dia a dia desde o início da Série B, sem poder nos preparar de forma adequada devido ao acúmulo de jogos e perdendo 17 atletas por Covid durante estas rodadas de início.

Agradeço a todo o torcedor por seu apoio incondicional ao clube, a toda comissão técnica e staff, aos atletas pelo trabalho diário que lutam e se entregam em prol do clube, ao presidente Hyago e ao diretor Ernando que tem todo o mérito por todas as conquistas recentes que são reconhecidas nacionalmente. Torço pelo sucesso na sequência da temporada e passo a ser mais um admirador deste clube de tradição.

Todo meu carinho a cidade de Aracaju e ao estado de Sergipe.

LEIA TAMBÉM 

Previous ArticleNext Article