Medalhista paralímpico fala sobre seu futuro

Um dos medalhistas paranaenses nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro já voltou de férias e começa o treinamento para ..

Redação - 20 de janeiro de 2017, 21:28

Um dos medalhistas paranaenses nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro já voltou de férias e começa o treinamento para a temporada de 2017. O atleta Marcelo dos Santos deseja dar continuidade às suas conquistas e ampliar sua coleção de medalhas. “Tivemos um 2016 maravilhoso. Trabalhamos durante quatro anos para esta convocação e conseguimos a prata no principal campeonato da modalidade, que é a paralímpiada”, disse o atleta, que também ganhou ouro em campeonato realizado em Portugal e venceu o brasileiro que aconteceu em Blumenau, Santa Catarina.

Marcelo vai começar sua rotina de treinos na Secretaria do Esporte e Turismo do Paraná. Antes dos Jogos Paralímpicos, o atleta já vinha se preparando no local. “Fomos atendidos pelo secretário Douglas Fabrício que conseguiu uma quadra oficial. A preparação foi forte em oito horas diárias de segunda a sábado. Este apoio foi essencial para nossa conquista”, argumentou.

O primeiro grande evento da bocha paralímpica de 2017 vai ser o Regional Sul, que contará com atletas do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O campeonato será agendado pela Confederação Brasileira, mas Marcelo já começou a treinar. “Já estamos nos dedicando porque o Regional Sul leva os atletas com melhores resultados para a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Estamos motivados para buscar bons resultados”, afirmou.

Antes do início do treino, o medalhista Marcelo visitou o secretário do Esporte e Turismo, deputado licenciado Douglas Fabrício, para agradecer o apoio. Douglas aproveitou a oportunidade para parabeniza-lo pelos belos resultados que vem conquistando em sua trajetória. “É uma grande alegria receber o Marcelo novamente na secretaria para continuar com seus treinos. Ele que nos orgulhou tanto nas paralímpiadas é fruto do programa Talento Olímpico do Paraná, que levou 34 atletas, paratletas e técnicos para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. Vale dizer que o governador Beto Richa já nos autorizou a retomar o TOP para o ciclo olímpico de 2020. Ele prioriza o apoio ao nosso esporte e o Paraná hoje é referência nacional”, disse.

Com informações da Assessoria de Imprensa