Mercado: Depois de Rafinha e Jandrei, SPFC mira meias de Inter e Grêmio

O São Paulo, que anunciou ontem a contratação do lateral-direito Rafinha (que foi rebaixado como Grêmio) e do goleiro Ja..

Redação - 21 de dezembro de 2021, 11:00

(Rubens Chiri/SPFC)
(Rubens Chiri/SPFC)

O São Paulo, que anunciou ontem a contratação do lateral-direito Rafinha (que foi rebaixado como Grêmio) e do goleiro Jandrei (que estava no Santos) ainda segue forte no mercado. Como divulgado pelo site Goal, os meias Alisson, do Grêmio, e Patrick, do Internacional, estão no radar do Tricolor.

Para viabilizar os negócios de maneira mais fácil, a diretoria do SPFC pretende usar atletas do plantel agora em trocas. Por Alisson, a diretoria propôs que o lateral Orejuela volte para Porto Alegre. O colombiano mal esteve em campo com Hernán Crespo e Rogério Ceni, já que ficou atrás de Daniel Alves e Igor Vinícius ao longo da temporada. No total ele somou 15 jogos e um gol.

Já as negociações com o Inter devem envolver Pablo. O atacante, que foi a maior compra da história do São Paulo - R$ 26,6 milhões ao Athletico em 2019, não rendeu o que se esperava mesmo terminando o ano na artilharia da equipe com 13 gols. No entanto, os dirigentes do Internacional sabem que Patrick está valorizado no mercado e tentam viabilizar o negócio já que Yuri Alberto, principal atacante do Colorado, tem propostas de Palmeiras e Zenit, da Rússia.

OUTRAS DO MERCADO

O Fluminense, que já anunciou as chegadas do técnico Abel Braga, do volante Felipe Melo e do atacante Willian Bigode, agora espera pelo acordo com o meia-atacante Ricardo Goulart. O jogador de 30 anos já rescindiu contrato com o Guangzhou Evergrande, da China, e tem caminho livre para se tornar o principal reforço das Laranjeiras.

Quem também encerrou o vínculo na China foi o atacante Aloísio 'Boi Bandido'. No entanto, ele disse que pretende ficar no país e que daria prioridade ao São Paulo e Chapecoense pelo carinho com os clubes.

O Flamengo segue na caça do próximo treinador. Com Jorge Jesus distante, a diretoria fez contatos com Paulo Sousa, atual técnico da seleção da Polônia.