Messi reage no segundo tempo, mas Colômbia vence a Argentina

Francielly Azevedo

A Argentina, de Messi, não conseguiu superar a Colômbia, neste sábado (15), pela primeira rodada da Copa América. Na Arena Fonte Nova, em Salvador, os colombianos aplicaram 2 a 0 nos argentinos.

Dependente de Messi, a Argentina viu a Colômbia pressionar na etapa inicial, principalmente com velocidade pelas pontas. No segundo tempo, o camisa 10 passou a empurrar a equipe argentina, que arriscou, mas terminou massacrada pelos colombianos.

Na próxima quarta-feira (19), a Argentina encara o Paraguai, às 21h30 (de Brasília), no Mineirão. A Colômbia joga no mesmo dia, só que às 18h30, contra o Catar, Morumbi.

O JOGO


A Colômbia mandou no jogo na primeira etapa. Os colombianos barraram as ações de Messi e não deixaram os argentinos avançar no ataque. O goleiro Ospina quase não foi incomodado.

Se a Argentina pouco fazia, a Colômbia não foi igual. Chegou perto de abrir o placar, aos 15 minutos, com Martínez, e depois, aos 29 minutos, com James.

Aos 34, James chegou novamente, mas chutou por cima do gol. Já nos minutos finais do primeiro tempo, Falcao Garcia assustou os argentinos e quase balançou as redes.

A Argentina voltou do intervalo com a substituição de Di María por De Paul. Era a estratégia do técnico Lionel Scalone para reverter o placar, mudando as peças, mas mantendo a formação. E até que surtiu um pouco de efeito.

Aos nove, Messi apareceu fazendo bonito. O camisa 10 avançou na grande área, deu uma caneta em Sánchez, só que foi bloqueado por Barrios.

A partir daí os argentinos acordaram no jogo. Aos 13, Paredes recebeu a bola na entrada da área e mandou uma bomba. O goleiro colombiano espalmou para longe. Messi ainda ficou com a sobra, mas chutou para fora.

Messi passou a puxar o time e propor o jogo. Aos 20, Aguero cruzou e Otamedi cabeceou, só que Ospina defendeu. No rebote, Messi testou buscando o cantinho, porém a bola foi para fora.

Só que a Argentina tomou um balde de água fria da Colômbia aos 25. James Rodríguez passou a bola para Roger Martínez. O atacante passou por Saravia e encheu o pé. A bola morreu no fundo do gol de Armani.

Messi seguiu tentando, mas a Colômbia ampliou aos 40 minutos. Roger Martínez tocou para Tesillo, que cruzou para pequena área. Duván Zapata apareceu e, entre os dois zagueiros, escorou para balançar as redes.

Depois disso, a Argentina, de Messi, já não teve mais forças para lutar.

Post anteriorPróximo post
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.