Messi jogará pelo PSG e vai reeditar parceria com Neymar

Folhapress

Messi já está em Paris

Jorge Messi, pai de Lionel Messi, confirmou que seu filho vai jogar no PSG (Paris Saint-Germian).

Segundo a imprensa europeia, o acordo com os franceses valerá por dois anos, com possibilidade de extensão por mais uma temporada.

O jogador foi visto deixando a sua casa na Espanha nesta terça-feira (10) e, depois, no aeroporto, onde o pai afirmou que a família está indo à França. A expectativa é de que o atleta passe por exames e seja anunciado oficialmente até a próxima quarta-feira (11).

Ainda nesta terça, o mural do Barcelona com a imagem do craque argentino foi apagado.

As especulações sobre a ida de Messi, 34, ao PSG começaram tão logo o Barcelona informou que o craque não continuaria no clube espanhol após 21 anos defendendo a equipe, na última quinta-feira (5).

Com a camisa da equipe parisiense, o craque vai reeditar a parceria com Neymar, de quem ele se tornou amigo pessoal desde a passagem do brasileiro pelo clube da Catalunha, de 2013 a 2017, período no qual eles conquistaram oito títulos.

Em parte desse tempo, formaram o trio que ficou conhecido como MSN junto ao uruguaio Luis Suárez. A amizade entre eles permaneceu desde então e uma prova dela foi vista na final da Copa América. Mesmo após a derrota do Brasil para a Argentina, no Maracanã, o brasileiro ficou feliz por ver o ex-companheiro conquistar o primeiro título dele pela seleção.

Os encontros fora dos gramados também são comuns. No dia anterior ao anúncio do Barcelona, Neymar divulgou uma foto na qual ele e Messi apareciam ao lado de Ángel Di Maria, Marco Verratti e Paredes. Eles estavam em Ibiza, onde passaram alguns dias de férias. A imagem só alimentou as especulações sobre a ida do argentino para o clube parisiense, confirmada agora.

Para muitos torcedores, naquela imagem só faltava um nome: Kylian Mbappe. Com a chegada de Messi, a equipe francesa terá um dos ataques mais poderosos da Europa.

Só na última temporada, os três marcaram juntos 97 gols –pelo Barça, o argentino fez 38 em 47 partidas, enquanto pelo PSG o brasileiro anotou 17 gols em 31 jogos e o francês fez 42 em 47 duelos.

Mbappe, aliás, tem sido constantemente apontado como um dos maiores favoritos a assumir o trono que foi monopolizado por Messi e Cristiano Ronaldo no futebol europeu. O argentino já foi eleito seis vezes o melhor do mundo, enquanto o português ganhou cinco vezes a honraria.

Campeão do mundo com a França, em 2018, o atacante também já castigou o Barcelona, como fez nas oitavas de final da última Champions League, ao marcar quatro gols em duas partidas.

O PSG, porém, acabou eliminado na semifinal pelo Manchester City, adiando mais uma vez o sonho de conquistar pela primeira vez o principal torneio de clubes da Europa.

Com Messi, Neymar e Mbappe a equipe francesa espera, enfim, alcançar esse objetivo nesta temporada.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="782030" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]