US Open: tenista é multado em mais de R$ 40 mil por fazer “arminha” com raquete

Angelo Sfair

us open mike bryan multado arminha rifle punição multa

O tenista norte-americano Mike Bryan foi multado em US$ 10 mil (cerca de R$ 41,9 mil) por apontar a raquete para uma juíza, simulando um rifle. De acordo com a organização do US Open, o gesto caracterizou uma conduta antidesportiva.

O caso foi registrado na segunda rodada do torneio de duplas, durante o confronto entre os irmãos Bob e Mike Bryan (Estados Unidos) contra Federico del Bonis (Argentina) e Roberto Carballés Baena (Espanha).

Na reta final do segundo set, um lance controverso deu início à reclamação. O tenista argentino arriscou no fundo da quadra e a arbitragem marcou o ponto. Mike Bryan pediu a revisão e a imagem revelou que a bola havia caído fora.

Assim que o vídeo validou o desafio de Bryan, o tenista estadunidense segurou a raquete com as duas mãos e apontou para a árbitra portuguesa Mariana Alves como se estivesse segurando um rifle:

A juíza de cadeira não hesitou em marcar a falta por conduta antidesportiva. Os irmãos reagiram à punição com irritação.

“Só me diga: o que foi que eu fiz?”, questionou Mike Bryan.

“O que você fez?”, respondeu Mariana Alves. “Você fez isso para o juiz de linha e fez para mim. Você apontou sua raquete como se fosse uma arma. Eu não acho que isso tenha sido apropriado”, explicou a juíza de cadeira.

Maior vencedor do US Open pediu desculpas

A simulação de “arminha” pelo tenista estadunidense aconteceu no mesmo dia em que um atirador em série matou sete pessoas e deixou outras 20 feridas durante um ataque a tiros em Odessa, no Texas.

Após ser multado em US$ 10 mil, Mike Bryan se desculpou.

“Peço desculpas por qualquer ofensa que eu possa ter causado. Nós vencemos o ponto e o gesto foi feito para ser uma ‘brincadeira’. Porém, dadas as notícias recentes e o clima político, entendo que meu gesto possa ter sido visto como ‘insensível’. Prometo que nunca mais farei algo assim novamente”, disse em pronunciamento ao The New York Times.

A polêmica não afetou o resultado da partida. Os irmãos Bob e Mike Bryan derrotaram Federico del Bonis e Roberto Carballés Baena por 2 sets a 1 (4-6, 7-5, 6-3).

Aos 41 anos, os gêmeos são os maiores campeões do US Open, com seis troféus conquistados.

Previous ArticleNext Article