Na prorrogação, Grêmio bate o Pachuca e está na final do Mundial

Francielly Azevedo


Foi suado, foi nervoso, mas o Grêmio conseguiu nesta terça-feira (12) a classificação para a final do Mundial de Clubes. O tricolor venceu o mexicano Pachuca por 1 a 0 na prorrogação, no estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, nos Emirados Árabes. O gol foi marcado por Everton, em passe de Bruno Cortez.

Agora os gaúchos aguardam o rival que sai do jogo entre Al-Jazira e Real Madrid, disputado nesta quarta-feira (13), às 15h (horário de Brasília), no estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi. A final será no sábado (16), às 15h (horário de Brasília).

O jogo

O Grêmio começou com dificuldades para se infiltrar no campo do adversário. O que ficou nítido é que o time de Renato Gaúcho sentiu a falta do lesionado Arthur para armar os lances ofensivos. Mesmo assim, até chegou perto com Edílson, Ramiro, Fernandinho e Luan, mas nenhum deles calibrou o pé adequadamente.

Do outro lado, o Pachuca controlava as jogadas e aproveitava para manter a posse de bola, porém sem arriscar muito. Se aproximou do gol de Grohe duas vezes com Honda, que em ambas as oportuniades foi barrado pelos cortes de Bruno Cortez.

No segundo tempo o duelo seguiu no mesmo ritmo. O Grêmio sem conseguir se impor e o Pachuca segurando a bola. Os mexicanos usaram dos erros dos gaúchos e assustaram com Urretaviscaya, que deu trabalho para Grohe. Luan logo respondeu com um chute no cantinho, espalmado por Pérez. O confronto passou a ficar nervoso, mas nada de gols no tempo regulamentar.

Depois de dar aquela respirada e acalmar os ânimos, o tricolor finalmente balançou as redes aos 4 minutos da prorrogação. Bruno Cortez cobrou lateral e Everton, ganhou na dividida, cortou e bateu com força. A bola fez curva e morreu no fundo do gol de Pérez.

Depois disso foi só administrar, principalmente porque o Grêmio ficou com um jogador a mais, aos 4 minutos do segundo tempo da prorrogação. Guzmán fez falta em Léo Moura e terminou expulso.

Os gaúchos até balançaram as redes novamente com Jael. Mas o lance estava impedido. Mesmo assim a vaga na final estava garantida.

 

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.