Na volta de Guerrero, Inter joga pouco e empata com Cuiabá no Beira-Rio

Folhapress


Paolo Guerrero voltou, mas não foi o suficiente para interromper a rotina de poucos gols do Inter. Neste sábado (31), o Colorado empatou em 0 a 0 com Cuiabá, no Beira-Rio, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O peruano começou como titular, mas atuou por apenas 45 minutos, pois ainda não tem o melhor ritmo de jogo após um período afastado para recuperação de lesão. Com ou sem ele, o time gaúcho pouco construiu.

Ainda perto da zona de rebaixamento, o Inter soma 15 pontos na classificação. Logo atrás, o Cuiabá tem 13.

O próximo jogo do Internacional será contra o Flamengo, domingo (8), no Rio de Janeiro. Já o Cuiabá encara o Bahia, sábado (7), em casa.

FOI BEM: CLAYSON

O meia-atacante Clayson foi o principal nome do Cuiabá na partida. Dos pés dele surgiram as melhores chances de conclusão e passes da equipe visitante.

FOI MAL: MOISÉS

Além de ter jogado pouco, Moisés ainda foi expulso no segundo tempo por insistir em uma reclamação forte contra o árbitro.

GUERRERO VOLTA

A principal novidade do Inter em campo foi Paolo Guerrero. Recuperado de lesão, o peruano voltou aos treinamentos com o grupo ao longo da semana e já foi escalado desde o início contra o Cuiabá.

Em campo, ele ainda mostrou falta de ritmo, mas foi importante ao buscar o gol. Aos 24 minutos, conseguiu sua primeira conclusão, mas para fora. Nos outros momentos da partida, tramou boas tabelas, mas sem chegar perto do gol.

“Está faltando o passe final, estamos inseguros. Eu estou sem ritmo, mas temos que amassar o adversário, essa é a cara do Inter. Estamos jogando em casa e temos que agredir mais”, avaliou o centroavante após o primeiro tempo. No intervalo, ele foi substituído.

O JOGO DO INTER

O Inter enfrentou algo que parecia vencido. Depois de ter oportunidades nos dois últimos jogos, contra Olimpia e Athletico Paranaense, e não conseguir concluir corretamente, desta vez o time gaúcho sequer produziu. Ainda que tivesse Guerrero, não houve profusão de chances durante boa parte do jogo. O Colorado até teve controle em alguns momentos, mas não foi efetivo.

inter internacional
(Ricardo Duarte/Internacional)

O JOGO DO CUIABÁ

O Cuiabá apostou na segurança. Sem dar espaços para o Inter, o time do Mato Grosso, tão logo tomava a bola, partia em contra-ataque rapidamente. E até criou algumas chances, principalmente com Clayson. Se por vezes faltava algum refino técnico, sobrou empenho e força nas divididas para os visitantes.

PROTESTOS NA CONCENTRAÇÃO

Membros da torcida organizada Guarda Popular foram ao hotel que serve de concentração ao Inter antes do jogo para protestar. Aproximadamente 100 pessoas xingaram jogadores e utilizaram rojões para fazer barulho no início do deslocamento para o Beira-Rio. O cenário ficou tenso, mas a ação dos policiais presentes evitou alguma atitude mais grave.

INTERNACIONAL

Daniel; Saravia, Bruno Méndez, Cuesta e Moisés; Dourado, Edenilson, Mauricio (Caio Vidal) (Paulo Victor), Palacios (Boschilia) e Taison; Guerrero (Vinicius Mello). Técnico: Diego Aguirre

CUIABÁ

Walter; João Lucas, Marllon, Paulão e Uendel; Uillian Corrêa (Yuri) Camilo (Osman), Pepê, Clayson (Felipe Marques) e Rafael Gava (Auremir); Jenison (Papagaio). Técnico: Jorginho

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Paulo César Zanovelli
Auxiliares: Felipe Alan Costa de Oliveira e Leonardo Henrique Pereiras
VAR: Rodrigo Carvalhaes Miranda
Cartões amarelos: Clayson, Osman, Paulão (CUI); Cuesta, Moisés (INT)
Cartões vermelhos: Moisés (INT)

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="779928" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]