Nascido em Paranavaí, revelado pelo Coritiba, Miranda pode ser o capitão da seleção brasileira

Roger Pereira


O Paraná será representado por dois jogadores na Rússia, durante a Copa do Mundo. A lista de convocados do técnico Tite confirmou a presença do zagueiro Miranda e do meia Fernandinho no mundial. Titulares na maioria dos jogos da seleção nas eliminatórias e nos amistosos preparatórios, os dois eram dados como certo entre os convocados e vão a Rússia com condições de serem titulares da seleção.

Natural de Paranavaí, Miranda é começou sua carreira no Coritiba, em 2004, subindo do time júnior direto para a equipe titular que disputou a Libertadores da América naquele ano. Antônio Lopes foi o técnico que o lançou na equipe principal do Coritiba. “Eu vi o Miranda já na Taça São Paulo e pedi que ele integrasse o time principal porque vi nele muita capacidade e potencial muito grande. Já era, na base, um líder, os garotos gostavam dele. E a técnica dele para zagueiro era invejável. Sabia sair jogando tinha bom passe, tinha até drible. Sem contar a noção de marcação, o poder de recuperação e a qualidade no cabeceio”.

Para Lopes, Miranda chega à seleção para ser titular. “Um zagueiro com bastante força, quase imbatível pelo alto, tanto defensivamente quanto ofensivamente. Fez uma temporada muito boa e dali já foi embora. Ele merece estar na Copa mesmo. Depois da experiência que ganhou na Europa, vejo ele como titular da seleção brasileira”.

Companheiros de Miranda daquele Coritiba de 2004 também comemoraram a convocação. “É um cara muito sério, extremamente profissional, focado. Não consigo ver um atleta na seleção brasileira com o poder de recuperação que o Miranda tem. Espero, realmente que ele faça uma grande copa porque ele é merecedor de tudo isso que está acontecendo”, disse Reginaldo Nascimento, capitão daquele Coritiba. “Eu já percebi desde 2004. Eu acompanhava a base, porque eles vinham bem, tinha bastante gente com potencial. Os meninos foram integrados ao elenco principal só para compor, pois estávamos na Libertadores e no estadual. Mas o Miranda, logo em seguida, com sua personalidade, já assumiu uma liderança, tomou a titularidade, não foi nenhum espanto quando ele iniciou a Libertadores como titular”, contou.

Embora os bastidores do futebol sejam recheados de histórias engraçadas na convivência entre os jogadores, Nascimento diz que nunca viveu nada cômico com Miranda, até mesmo pela seriedade do zagueiro. “Mas um fato que mostra a simplicidade dele foi quando nos encontramos no aeroporto. Ele, na época, era capitão da seleção e, quando me viu gritou: ‘meu capitão’! Fiquei com moral. A galera deve ter pensado: se o capitão da seleção brasileira chamou outro cara de capitão, quem é esse cara?”, contou.

Com a ausência de Daniel Alves, um dos capitães no rodízio promovido por Tite, Miranda desponta como um dos possíveis capitães da seleção. Outro companheiro dele no Coritiba, o goleiro Fernando Prass, aponta a personalidade do zagueiro como uma de suas principais características. “Chamou a atenção por ser um zagueiro rápido, bom no jogo aéreo e que evoluiu muito na parte técnica. Mas o que chamou muito a atenção foi a personalidade. A maturidade dele com 19 para 20 anos já indicava que estava surgindo ali um líder. Dentro do grupo a gente já vinha a personalidade dele naquela época, tanto é que chegou onde chegou”.

Reginaldo Nascimento concorda. “Eu era o capitão do time, e ele o capitão da garotada, já que subiram sete jogadores da base, que já tinham nele um líder. Ele levava pra mim muitas questões do grupo para serem discutidas. Era uma referência mesmo. Com a experiência que ganhou lá fora, está pronto para ser o capitão da seleção”, disse.

FICHA TÉCNICA:

Nome completo: João Miranda de Souza Filho
Data de nascimento: 07/09/1984
Local de Nascimento: Paranavaí (PR)
Posição: Zagueiro
Clube: Football Club Internazionale Milano (ITA)
Estreia na Seleção: 01/04/2009 – Brasil 3×0 Peru – Eliminatórias
Minutos em campo pela Seleção: 3.675
Convocações: 58
Jogos: 45
Gols: 2
Primeiro gol marcado: 06/09/2016 – Brasil 2×1 Colômbia – Eliminatórias

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal