Náutico vence e mantém reação na Segundona

Redação


Três jogos abriram a 30ª rodada da Série B nesta sexta-feira (7) e os mandantes não deram chances aos visitantes.

No confronto direto pelo G-4, o Náutico levou a melhor para cima do Brasil-RS e venceu por 2 a 0 na Arena Pernambuco. Em Criciúma, o Tigre fez valer o mando de campo, bateu o Vila Nova por 1 a 0 e segue firme na briga pelo acesso. No Serra Dourada, o Goiás marcou nos acréscimos e superou o Bragantino por 2 a 1.

Na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE), o Náutico segue arrancando rumo ao acesso. Diante do Brasil-RS, o Timbu alcançou a quinta vitória consecutiva na Série B e entrou no G-4. Brigando pelas primeiras posições, as dias equipes protagonizaram um primeiro tempo equilibrado. Aproveitando a vantagem numérica, após a expulsão de Washington, os donos da casa abriram o placar aos 44 minutos com Bergson. Na segunda etapa, o Rubro-negro manteve a valentia, mesmo com um jogador a menos, e quase empatou, aos 18, com Felipe Garcia, mas Júlio Cesar fez grande defesa. Aos 37, o Náutico sacramentou a vitória com o gol contra de Marcão e alcançou a terceira posição, com 48 pontos. Com 45, o Brasil de Pelotas continua a três pontos do quarto colocado.

No Heriberto Hulse, em Criciúma, o Tigre chegou à quarta vitória nos últimos cinco jogos disputados pela Série B. O gol que garantiu mais um triunfo catarinense foi marcado ainda na primeira etapa, aos 28 minutos, com Niltinho cobrando pênalti. Apesar da pressão final do Vila Nova, os donos da casa seguraram a vantagem e subiram na tabela. Com 46 pontos, dois a menos que o quarto colocado, o Criciúma ocupa a sexta posição. Já o Vila segue com 40.

No Serra Dourada, em Goiânia, o Goiás arrancou a vitória por 2 a 1 no fim do duelo com o Bragantino. Os gols da partida saíram na etapa final. Aos oito minutos, Léo Gamalho cobrou pênalti com força e abriu o placar para o Esmeraldino. A resposta paulista veio aos 16 com Lucas Rocha. Após cobrança de escanteio, o zagueiro subiu mais que os marcadores e deixou tudo igual, 1 a 1. O jogo já se encaminhava para o fim, quando Léo Gamalho teve a chance de desempatar e, novamente, não desperdiçou a penalidade máxima. Com a vitória, o time goiano chegou a 38 pontos e abriu 10 de vantagem para o adversário, primeiro time da zona de rebaixamento.

Com informações Portal CBF

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="389982" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]