Neymar disse que quer ir ao Barcelona e fim da novela depende de Dembelé

Neymar disse a Leonardo, diretor de futebol do Paris Saint-Germain (PSG), que só pensa em ir ao Barcelona. Segundo o "As..

Vinicius Cordeiro - 27 de agosto de 2019, 18:35

Foto: Divulgação / PSG
Foto: Divulgação / PSG

Neymar disse a Leonardo, diretor de futebol do Paris Saint-Germain (PSG), que só pensa em ir ao Barcelona. Segundo o "As", da Espanha, a conversa entre os dois foi nesta segunda-feira (26), antes da reunião de hoje entre os franceses e os catalães (veja mais abaixo). Contudo, a rádio RAC1, da Catalunha, noticia que o final da novela por Neymar depende de Ousmane Dembélé.

A proposta seria a ida do atacante de 22 anos campeão da Copa do Mundo em 2018. Além disso, os catalães desembolsariam 170 milhões de euros. O valor seria pago em duas parcelas de 85 milhões nas próximas janelas de transferência.

Ainda de acordo com o "As", Neymar estava consciente que o Barça faria uma nova proposta e que agora é o momento definitivo das negociações porque será a oferta final. Ou seja, Neymar pressionou o PSG para mandar o recado que não quer ir nem ao Real Madrid e nem vestir a camisa da Juventus.

Ou seja, Dembélé tem que aceitar ir ao PSG. Entretanto, isso não fazia parte dos planos. Foi o que o agente do jogador, Moussa Sissoko, falou em entrevista ao Mundo Deportivo na semana passada. "Ele não pensa em nenhum momento em deixar o Barça. Apesar das propostas de vários grandes clubes europeus, ele está convencido de que já está no maior", disse na ocasião.

REUNIÃO

O diretor Javier Bordas esteve ao lado de Eric Abidal, secretário do clube, e Òscar Grau, CEO do Barcelona, estiveram com Leonardo, diretor do PSG, e dois agentes de Neymar, Pini Zahavi e André Cury. A expectativa é que exista uma reposta parisiense nesta quarta-feira (28).

O “Mundo Deportivo” ressalta que os representantes do Barcelona saíram do encontro com “sensações positivas”. Nesse sentido, a publicação ainda diz que Neymar pressiona o PSG para que o clube francês permita seu retorno ao Camp Nou, como é o seu desejo.

O repórter Francesc Aguilar, do Mundo Deportivo, tem a mesma informação dada pela RAC1 e pelo Le Parisien, da França. Todos estão com a história que o Barcelona ofereceu 170 milhões de euros a serem pagos em duas janelas. Ou seja, os catalães pagariam duas parcelas de 85 milhões de euros.

Contudo, o jornalista espanhol lembra que o PSG tem urgência. Com as lesões de Mbappé e Cavani, a equipe treinada pelo alemão Thomas Tuchel necessita de algum nome forte no ataque. Ou seja, o PSG precisa de dinheiro para correr atrás de reforços. Paulo Dybala, da Juventus, e Mauro Icardi, da Inter de Milão, são dois alvos do PSG.