Nos pênaltis, Londrina bate o Paraná e está na final da Taça Caio Junior

O Londrina é o primeiro finalista da Taça Caio Junior, o segundo turno do Campeonato Paranaense. A vaga veio após uma di..

Roger Pereira - 25 de março de 2018, 18:29

Foto de Gustavo Oliveira / LEC
Foto de Gustavo Oliveira / LEC

O Londrina é o primeiro finalista da Taça Caio Junior, o segundo turno do Campeonato Paranaense. A vaga veio após uma disputa de pênaltis contra o Paraná Clube, depois que o confrontos entre as duas equipes terminou empatado em 1 a1, na tarde deste domingo, na Vila Capanema.

Substituindo o goleiro César, um dos destaques da equipe do Tubarão, que está machucado, Alan foi o nome do jogo, garantindo o empate na partida e defendendo duas cobranças de pênaltis do tricolor.

O Paraná começou melhor e mandou no jogo nos primeiros 15 minutos. Mas, aos 16’, Carlos Eduardo, o principal jogador de criação do Tricolor, deixou o campo machucado, e a qualidade da articulação paranista diminui bastante. Melhor para o Londrina, que equilibrou a partida e começou a levar perigo ao gol de Richard. Até que, aos 31 minutos, numa falta no meio do campo, o Tubarão foi esperto e cobrou rápido. Marcelinho recebeu livre na ponta direita, avançou e cruzou na cabeça de Wesley, que abriu o placar.

O Paraná teve a chance de empatar ainda no primeiro tempo, quando Lucas Costa dá um carrinho dentro da área, a bola bate em sua mão e a arbitragem marca pênalti. Mas Diego cobrou muito mal, por cima do gol. E o Londrina foi para o vestiário com a vantagem.

O Paraná aumentou o ritmo na segunda etapa, em busca do gol de empate, mas esbarrava na boa atuação de Alan. Nos contra-ataques, o Londrina seguia levando perigo, e a partida estava aberta. De tanto insistir, o Tricolor chegou ao gol de empate. Aos 37 minutos, em boa trama pelo setor esquerdo, a bola foi cruzada para Vitor Feijão chegar no segundo pau e empurrar para o gol.

Com o empate, a partida foi para os pênaltis. E Alan brilhou. O goleiro londrinense defendeu as cobranças de Matheus Pereira e Diego. O Londrina converteu seus quatro pênaltis e se garantiu na final.