Omar Feitosa cobra reação do Paraná após derrota: "Não podemos sucumbir"

Treinador paranista destaca que a equipe deve procurar solucionar os erros durante a semana e afirma que o time sabe que ainda não garantiu nada na competição

Gabriel Sawaf - 13 de junho de 2022, 09:49

Divulgação/Paraná Clube
Divulgação/Paraná Clube

O Paraná Clube sofreu sua primeira derrota no Campeonato Brasileiro da Série D, após ser derrotado pelo Cianorte, na tarde do último sábado (11), na Vila Capanema, em duelo válido pela nona rodada da competição.

Para o técnico Omar Feitosa, o Tricolor não pode se abalar com a derrota e deve procurar as respostas para resolver os defeitos para a próxima partida. 

“Nós não podemos sucumbir a uma derrota, a gente tem que identificar os erros, trabalhar durante a semana e vim jogar buscando, de novo, a pontuação necessária para a classificação”, afirmou.

Feitosa também pontuou a responsabilidade da comissão técnica neste processo e ainda citou alguns fatos das partidas anteriores, com o Tricolor ter levado gols ainda no primeiro terço do jogo. 

“Isso é trabalho da comissão técnica também. Fazer os jogadores entenderem que existe uma maneira de atuar defensivamente e ofensivamente. Existe uma forma de trabalhar, mas são dois jogos que a gente toma gol antes dos 15 minutos, tem alguma errada e a gente vai ter que organizar. A oscilação de atuação da equipe tem uma certa naturalidade, mas a gente não pode sucumbir”, reiterou.

Para o treinador paranista, a equipe não fez um bom jogo contra o Leão do Vale do Ivaí, mas não merecia a derrota.

“Tem jogo que você não joga bem e, mesmo assim, você merece perder e esse foi o tipo do jogo que nós não fizemos uma boa atuação, de maneira geral, mas não merecíamos perder”, destacou.

No momento, o Paraná ocupa a segunda colocação do Grupo A7, com 16 pontos, e tem seis pontos de diferença para o Oeste, que ocupa a quinta colocação, primeira fora da zona de classificação. Apesar disso, Feitosa pontua que ainda não tem nada resolvido e que o grupo sabe disso. 

“Classificação é só quando ela realmente acontece. Então a gente sabe, eles sabem, que nós não temos nada na nossa mão, no futebol as coisas mudam muito rapidamente”, ressaltou. 

O Paraná Clube volta a campo na tarde do próximo sábado (18), às 16h, contra o Perólas Negras, novamente na Vila Capanema.