Operário aposta em manutenção da base por passo adiante no Paranaense

Nos últimos anos, o Operário Ferroviário é colocado entre os favoritos a conquista do Campeonato Paranaense, mas não tem..

Jorge de Sousa - 19 de janeiro de 2022, 16:00

(André Jonsson/Operário)
(André Jonsson/Operário)

Nos últimos anos, o Operário Ferroviário é colocado entre os favoritos a conquista do Campeonato Paranaense, mas não tem conseguido dentro de campo confirmar essas expectativas. A equipe da Vila Oficinas é o quinto time do especial do Paraná Portal sobre os 12 clubes do estadual.

 

 

O Operário conquistou o título estadual em 2015 e desde então sequer chegou novamente a uma decisão do Paranaense, acumulando eliminações para equipes do interior do Estado.

Curiosamente nesse período a equipe de Ponta Grossa conseguiu se consolidar nacionalmente, ao vencer os títulos do Campeonato Brasileiro da Série D e Série C, além de fazer campanhas seguras na Série B.

E foi justamente a campanha na Série B de 2021 que levou a diretoria apostar na manutenção de grande parte do elenco e do técnico Ricardo Catalá para o Paranaense.

Nomes importantes na campanha como o zagueiro Reniê, os meias Leandro Vilela, Leandrinho, Marcelo, Thomaz e Rafael Chorão, além dos atacantes Paulo Sérgio e Felipe Garcia seguem na Vila Oficinas para 2022.

Novamente as contratações que chegaram ao Operário foram pontuais e sem grandes investimentos, como o zagueiro Thales (ex-Guarani), os laterais Arnaldo (ex-Atlético-GO e Botafogo) e Romário (Coritiba) e o meia Javier Reina (ex-Cruzeiro).

TIME-BASE DO OPERÁRIO FERROVIÁRIO

Operário Náutico Série B onde assistir escalações horário (André Jonsson/Operário)

Com a manutenção da base do ano passado, a tendência é que Ricardo Catalá mantenha nas primeiras rodadas do Paranaense a equipe que atuou na Série B.

Os únicos reforços que devem brigar pela titularidade já no início da competição são Arnaldo e Thales, ambos em posições carentes na última temporada.

Outro atleta que pode ser considerado 'reforço' é o meia Leandrinho, que perdeu praticamente toda a última Série B por uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho.

Dessa forma, o time que deve estrear no Paranaense, contra o União, no próximo domingo (23), é formado por: Simão; Arnaldo, Thales, Reniê e Fabiano; Leandro Vilela, Rafael Chorão, Marcelo e Leandrinho; Jean Carlo e Paulo Sérgio.

PALAVRA DO TÉCNICO RICARDO CATALÁ

O favoritismo é uma questão alheia ao nosso ambiente e não foi criada por nós. Nunca discutimos esse possível favoritismo.

Nossa expectativa para 2022 é fazer bons jogos, competir no mais alto nível que o período da temporada permitir, representar nossa torcida toda vez que estivermos em campo é tentar vencer sempre.

Acreditamos que dessa forma, estaremos sempre mais próximos de uma cultura vencedora e consequentemente de títulos.

Pensamos que a manutenção dos atletas é, de fato, algo importante. O que buscamos na montagem (do elenco) para essa temporada foi rejuvenescer o elenco gradativamente e qualificar setores que precisavam de mais competitividade interna.

Seguiremos atentos às oportunidades de mercado para fortalecer o que consideramos ser um elenco capaz de lutar por nosso objetivos.