Operário é goleado pelo Guarani e perde invencibilidade na Série B

Jorge de Sousa

Operário é goleado pelo Guarani e perde invencibilidade na Série B

O Operário foi goleado por 5 a 2 pelo Guarani na noite desta terça-feira (1º) e perdeu a invencibilidade no Campeonato Brasileiro da Série B.

Esse foi o primeiro jogo sob o comando de Matheus Costa em que o Operário sofreu mais de três gols em uma partida, sendo que em 16 jogos na temporada a equipe havia levado apenas sete gols.

Bruno Sávio, Bruno Silva, Régis, Matheus Davó e Lucão do Break (Guarani), além de Jean Carlo e Ricardo Bueno (Operário) marcaram os gols do duelo realizado no Couto Pereira, em Curitiba, devido a troca de gramado no Germano Krüger.

As duas equipes voltam a campo apenas na próxima semana. O Guarani recebe o Náutico, no Brinco de Ouro da Princesa, na sexta-feira (11), às 21h30, enquanto o Operário duela com o Vitória no Barradão, no domingo (13), às 20h30.

DEFESA DO OPERÁRIO TEM NOITE DE ERROS NO COUTO PEREIRA

A defesa do Operário teve uma noite para se esquecer no Couto Pereira. Logo aos oito minutos, Rodolfo Filemon foi desarmado na intermediária por Bruno Sávio, que tabelou com Matheus Davó e finalizou cruzado para vencer Simão.

Aos 25 minutos, Bruno Silva marcou belo gol em Curitiba. O lateral recebeu no canto da área, puxou para o meio e finalizou no ângulo direito de Simão.

Thales evitou o primeiro gol do Operário aos 27 minutos. Jean Carlo bateu cruzado da entrada da área e Rafael Martins espalmou, mas o rebote ficou com Rafael Chorão e o meia bateu para o gol sem goleiro, só que o zagueiro fez o corte encima da linha.

A pressão do Operário resultou em gol aos 28 minutos. Djalma Silva fez bela jogada pela esquerda e encontrou Jean Carlo na área, que emendou de primeira no ângulo esquerdo.

Só que o Guarani respondeu com gol no minuto seguinte. Bidu cruzou rasteiro da esquerdo, Simão espalmou para o meio da área e Régis apareceu livre para empurrar a bola para as redes.

Rafael Martins fez boa intervenção aos 46 minutos. Djalma Silva novamente apareceu bem pela esquerda e cruzou na medida para Ricardo Bueno testar firme para o goleiro espalmar.

Leandrinho ainda ficou perto de descontar o marcador aos 47 minutos. O meia avançou pela faixa central e da intermediária bateu cruzado, rente ao poste direito.

Só que o Guarani conseguiu mais um gol logo aos quatro minutos do segundo tempo. Bruno Silva lançou na área, Rodolfo Filemon errou duas vezes o corte e Matheus Davó bateu cruzado no canto esquerdo.

Pablo evitou outro gol do Operário na risca do gol. Aos dez minutos, Leandrinho invadiu a área e bateu cruzado, mas o zagueiro conseguiu o corte encima da linha.

O Operário ainda conseguiu descontar o marcador aos 13 minutos. Djalma Silva cruzou da esquerda, Alex Silva testou para boa defesa de Rafael Martins e Ricardo Bueno empurrou para as redes.

O jogo ainda teve uma pequena confusão aos 41 minutos. Alex Silva reclamou de uma solada de Rafael Martins e após troca de empurrões e reclamações com a arbitragem, ambos foram expulsos.

Ainda deu tempo do Guarani anotar o quinto gol. Lucão do Break recebeu na entrada da área, adiantou a bola e finalizou no ângulo esquerdo de Simão.

LEIA MAIS: Maringá FC demite técnico Marcos Soares após quatro jogos no Paranaense

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="767810" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]