Operário perde do Guarani e não consegue entrar no G-4 da Série B

Jorge de Sousa

Operário perde do Guarani e não consegue entrar no G-4 da Série B

O Operário foi derrotado por 3 a 0 pelo Guarani na noite desta terça-feira (24) e perdeu a chance de entrar no G-4 do Campeonato Brasileiro da Série B.

Lucão do Break, Júlio César e Alex Silva (contra) marcaram os gols da partida realizada no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, sem a presença de público, devido a pandemia da Covid-19.

A derrota deixou o Operário estacionado com 32 pontos e na sétima colocação, sendo ultrapassado pelo Guarani que chegou aos 33 pontos na tabela da Série B.

Uma combinação de resultados ao final da 21ª rodada da Série B pode deixar o Operário quatro pontos abaixo do G-4 ao final da rodada.

As duas equipes voltam a campo apenas no sábado (4). O Operário recebe o Vitória, no Germano Krüger, às 11h, enquanto o Guarani viaja para enfrentar o Náutico, nos Aflitos, às 16h30.

OPERÁRIO É DOMINADO PELO EFICIENTE GUARANI EM CAMPINAS

A primeira chance de gol da partida saiu aos cinco minutos. Paulo Sérgio cobrou falta da entrada da área, a bola quicou no gramado e Rafael Martins teve que defender em dois tempos.

A resposta do Guarani veio aos 11 minutos. Mateus Ludke cruzou para trás e Andrigo emendou de primeira, errando por pouco o travessão de Simão.

Nova chance do Guarani aos 34 minutos. Lucão do Break recebeu na área, fez o pivô e Júlio César chegou finalizando rasteiro, mas na rede pelo lado de fora.

O árbitro André Luiz de Freitas Castro marcou pênalti para o Guarani aos 42 minutos. Lucão do Break tentou o cruzamento na área e a bola explodiu no braço aberto de Leandro Vilela.

O próprio Lucão pediu a bola e bateu rasteiro no canto direito, Simão chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

O Guarani conseguiu ampliar o marcador logo aos quatro minutos do segundo tempo. Rodrigo Andrade cruzou da direita, Andrigo finalizou para Simão espalmar e Júlio César emendou no rebote para balançar as redes.

O Operário teve boa chance para descontar o marcador aos 33 minutos. Djalma Silva bateu escanteio da esquerda, Alex Silva chutou na pequena área para Mateus Ludke cortar na linha de gol e no rebote Rodrigo Pimpão foi travado por Maxwell.

Rodrigo Pimpão teve nova chance para marcar aos 42 minutos. O atacante recebeu na entrada da área e tentou a finalização colocada, errando por pouco o ângulo direito.

Nos acréscimos, o Guarani conseguiu fechar o placar. Bidu recebeu cruzamento rasteiro da direita e completou no segundo poste, a bola tocou em Alex Silva antes de entrar na meta. O gol foi invalidado em campo, mas o VAR corrigiu a decisão e confirmou a legalidade da jogada.

LEIA MAIS: Paraná Clube marca treino na grama sintética antes de ‘decisão’ com o São José

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="785571" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]