Operário derrota a Ponte Preta na Série B com gol contra bizarro

Com gol contra bizarro, o Operário derrotou a Ponte Preta por 2 a 0 e ganhou a primeira na Série B do Campeonato Brasileiro

Pedro Melo - 16 de abril de 2022, 12:57

(André Jonsson/Operário)
(André Jonsson/Operário)

Com gol contra bizarro, o Operário derrotou a Ponte Preta por 2 a 0 e ganhou a primeira na Série B do Campeonato Brasileiro. O lateral-direito Bernardo encobriu o goleiro Caíque França de calcanhar e fez um golaço, mas diante da própria meta. Já na etapa final, o zagueiro Thales ampliou a vantagem.

O Fantasma dominou toda a primeira etapa e teve as duas primeiras chances com Paulo Sérgio e Felipe Garcia. Porém, o gol do Alvinegro paranaense saiu em um lance bizarro. Reina tocou para Thomaz dentro da área, Bernardo tentou afastar, mas mandou de calcanhar e por cobertura para a própria meta.

A Ponte Preta pouco foi ofensiva durante a etapa final e quase viu o Operário ampliar a vantagem. Em jogada individual, Thomaz deixou Bernardo no chão, chutou forte, mas parou na defesa de Caíque França.

Na segunda etapa, o time paulista teve uma grande chance para empatar. Léo Naldi recebeu passe de Danilo Gomes e chutou forte no travessão. Contudo, pouco tempo depois, o Operário chegou ao ataque e foi fatal. Felipe Saraiva faz boa jogada, passa pelo marcador e mandou cruzado. Thales desviou e marcou o segundo.

A vitória leva a equipe paranaense provisoriamente para a vice-liderança, com quatro pontos, atrás somente do Bahia, que ganhou nas duas primeiras rodadas. Do outro lado, a Macaca permanece com um ponto.

Na próxima rodada, o Operário visita o Náutico, no domingo (23), às 16h, nos Aflitos, enquanto a Ponte Preta joga no dia anterior, também às 16h, diante do CRB, no Moisés Lucarelli.

FICHA TÉCNICA - OPERÁRIO 2X0 PONTE PRETA

Data, horário e local: sábado (16), às 11h, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.

Operário: Vanderlei; Arnaldo (Felipe Saraiva), Thales, Reniê e Fabiano; André Lima, Fernando Neto, Reina (Júnior Brandão) e Thomaz (Lucas Mendes); Felipe Garcia (Ricardinho) e Paulo Sérgio (Tomás Bastos). Técnico: Claudinei Oliveira.

Ponte Preta: Caíque França; Bernardo (Igor Formiga), Thiago Oliveira, Fabrício e Artur; Felipe Amaral (Nicolas), Léo Naldi, Wesley (Ramon Carvalho) e Matheus Anjos (Luís Otávio); Lucca e Danilo Gomes. Técnico: Hélio dos Anjos.

Gols: Bernardo (OPE), contra, aos 25' do primeiro tempo, e Thales (OPE), aos 21' do segundo tempo.

Cartões amarelos: Danilo Gomes (PON); Fernando Neto (OPE).

Cartão vermelho: Moisés Ribeiro (PON).

Arbitragem: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS). O VAR é Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira (MS), com assistência de Felipe Alan Costa de Oliveira (MS).