Operário vence CRB de virada e encosta no G-4 da Série B

Jorge de Sousa

Operário vence CRB de virada e encosta no G-4 da Série B

O Operário venceu de virada o CRB por 3 a 2 na noite desta quinta-feira (14) e encostou no G-4 do Campeonato Brasileiro da Série B.

O CRB ficou duas vezes na frente do placar com gols de Carlos Jatobá e Wesley, mas o Operário buscou a virada com gols de Alex Silva, Jean Carlo e Ricardo Bueno.

O duelo foi realizado no Germano Krüger, em Ponta Grossa, sem a presença de público devido a pandemia da Covid-19.

Com a vitória, o Operário soma 51 pontos, apenas um abaixo do CSA e do Juventude – atuais quarto e quinto colocados da Série B. As duas equipes ainda jogam como mandante nesta rodada, contra Avaí e Cruzeiro, respectivamente.

As duas equipes voltam a campo na próxima semana. O CRB recebe o Figueirense no Rei Pelé, na terça-feira (19), às 19h15, enquanto o Operário visita o Cruzeiro no Independência, na quarta-feira (20), às 21h30.

OPERÁRIO MOSTRA RESILIÊNCIA E BUSCA VIRADA NO SEGUNDO TEMPO

A primeira finalização do Operário saiu aos dois minutos. Em cobrança de falta, Ricardo Bueno ajeitou a bola para Rafael Oller bater por cima da meta.

Maranhão perdeu grande chance aos cinco minutos. O atacante puxou ataque pela direita, mas na hora de rolar para Ricardo Bueno na área, errou o passe e a defesa do CRB cortou.

Mas o CRB quem abriu o placar aos 11 minutos. Hyuri avançou pela direita e bateu cruzado para Martín Rodríguez espalmar para a entrada da área, onde Carlos Jatobá apareceu livre para bater no canto direito.

Nova chance do CRB aos 20 minutos. Pablo Dyego arriscou finalização da entrada da área, a bola resvalou em Ricardo Silva e explodiu no travessão.

O Operário tentou responder aos 27 minutos. Marcelo bateu falta lateral na esquerda e Ricardo Bueno apareceu livre para testar perto do poste direito.

Pablo Dyego perdeu nova chance clara aos 43 minutos. Hyuri fez boa jogada pela esquerda e rolou para o meia na área, mas Pablo furou a finalização.

Só que aos 47 minutos, o Operário conseguiu buscar o empate. Pedro Ken finalizou cruzado, Mardden espalmou para frente e Alex Silva bateu firme para o fundo das redes.

O CRB voltou a ficar na frente do placar aos oito minutos. Wesley bateu falta da entrada da área, colocou efeito na bola e Martín Rodríguez não conseguiu alcançar a bola no canto esquerdo.

Gum quase marcou gol contra aos 11 minutos. Rafael Chorão arriscou chute da entrada da área, o zagueiro tentou cortar e a Mardden teve que se esticar para mandar a bola para escanteio.

Rafael Oller quase empatou o jogo com belo gol aos 17 minutos. Marcelo avançou pela esquerda e cruzou na medida para Oller dominar, girar e bater colocado, errando por pouco o ângulo direito.

O Operário foi buscar novamente o empate aos 22 minutos. Fabiano puxou contra-ataque pela esquerda e encontrou Schumacher na área, que fez o pivô para Jean Carlo bater colocado no canto esquerdo.

Nova chance do Operário aos 29 minutos. Após rebote de escanteio, a bola sobrou para Rafael Oller na entrada da área e o atacante bateu com perigo à direita da meta.

A virada do Operário veio aos 32 minutos. Alex Silva cruzou da direita, a zaga do CRB não conseguiu cortar e Ricardo Bueno dominou, girou e bateu cruzado no canto esquerdo.

No replay da transmissão do SporTV, ficou demonstrado que no momento do domínio, a bola bateu no braço de Ricardo Bueno e por isso o gol deveria ter sido invalidado. Vale lembrar que na Série B não é disponível a arbitragem de vídeo.

LEIA MAIS: Nikão completa seis anos no Athletico-PR: “não é para qualquer um”

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="739193" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]