Operário tropeça diante do CSA e perde chance de entrar no G4 da Série B

Vinicius Cordeiro

operário csa série b

Dentro do Germano Krüger, em Ponta Grossa, o Operário perdeu para o CSA por 2 a 0 neste sábado (17) e voltou a perder na Série B do Campeonato Brasileiro. Com gols do volante Geovane e do atacante Reinaldo, os visitantes levaram a melhor na partida pela 12ª rodada.

O Fantasma vinha embalado com duas vitórias, mas tropeça no jogo em que poderia ter entrado no G4 em caso de vitória. Com o resultado, o time comandado pelo técnico Matheus Costa fica provisoriamente na sétima posição com 18 pontos.

Do outro lado, o CSA treinado por Ney Franco dá um respiro e se afasta da zona de rebaixamento. Com 14 pontos, os alagoanos ficam na 11ª colocação.

Agora Fantasma se prepara para encarar o Avaí. O jogo está marcado para a próxima quinta-feira (22), às 21h30, na Ressacada. Na quarta, o CSA recebe o Vasco no estádio Rei Pelé, em Alagoas.

Além da derrota, o Operário ainda perdeu o meia Pedro Ken no começo da partida. Ele quase marcou de cabeça aos quatro minutos e acabou sendo substituído logo depois. O jogo ficou morno e o gol saiu aos 40 minutos: Geovane arriscou de fora da área e Simão não conseguiu alcançar a bola. Pimpão quase diminuiu, mas a bola saiu pela linha de fundo. Para fechar, os visitantes quase ampliaram nos acréscimos. Yago saiu na cara do gol e acabou finalizando para fora.

Na etapa final, o Operário só teve uma grande chance. Aos 14 minutos, Marcelo bateu de fora da área e Thiago Rodrigues espalmou. A sobra ficou com Schumacher, mas a finalização acabou indo pela linha de fundo.

Quando tudo já estava definido, o CSA ainda ampliou. Reinaldo foi lançado, puxou para o pé direito e bateu firme para fechar o placar.

OPERÁRIO 0 x 2 CSA

12ª rodada da Série B

Data, horário e local: sábado (17/07/2021), às 19h, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.

Gols: Geovane, aos 40 do primeiro tempo, e Reinaldo, aos 43 minutos da etapa final.

Cartões amarelos: Rafael Chorão, Rodrigo Pimpão e Rafael Oller (OFEC); Thiago Rodrigues, Yuri e Matheus Felipe (CSA).

Operário: Simão; Fábio Alemão, Reniê, Rodolfo Filemon e Djalma Silva; Leandro Vilela, Pedro Ken (Rafael Chorão – Tibagi) e Marcelo; Rodrigo Pimpão, Rafael Oller (Tomas Bastos) e Schumacher. Técnico: Matheus Costa.

CSA: Thiago Rodrigues; Yuri (Ewerthon), Matheus Felipe, Lucão e Kevyn; Geovane, Gabriel e Renato Cajá (Silas); Yago (Wellington), Dellatorre e Bruno Mota (Reinaldo). Técnico: Ney Franco.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="776264" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]