Pais de Longuine serão sepultados em Maringá

Fernando Garcel


Com Rosangela Gris

Os pais do jogador do Santos Rafael Longuine, mortos em um acidente automobilístico em Alto Paraná, no noroeste do Paraná, serão sepultados no Cemitério Municipal em Maringá nesta quarta-feira (3).

O velório de Wellington Longuine, 53 anos, e Maria Fátima Longuine, 51 anos, acontece no salão nobre do Cemitério Parque, na Vila Vardelina, Zona Norte de Maringá. Lidia Ferreira de Carvalho Castelã, 59 anos, tia do atleta que também perdeu a vida no acidente, está sendo velada no mesmo local, porém deve ser sepultada em Paranavaí.

O acidente ocorreu na noite de segunda-feira (1º), por volta das 22h30, na rodovia BR-376. O jogador santista, que é de Paranavaí, soube da morte dos familiares ontem de manhã. Ele foi liberado pelo clube e está fora do jogo de amanhã contra o Santa Fé, pela Libertadores.

O carro onde estavam os pais e a tia do jogador se envolveu em uma colisão com uma carreta carregada com madeira. O motorista do caminhão, Marcelo Kovalesk, 55 anos, também morreu. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a carreta seguia no sentido Maringá a Paranavaí quando invadiu a pista contrária e bateu de frente com o carro.

A falta de atenção e a velocidade incompatível para o local estão entre as possíveis causas do acidente, segundo laudo preliminar da PRF. Encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal) de Paranavaí, os corpos da família foram liberados por volta das 16h e chegaram em Maringá no final da tarde.

Luto

Em nota, o Santos lamentou a morte dos parentes do meia e decretou luto de três dias. O capitão do time, Ricardo Oliveira, fez um pronunciamento declarando apoio do grupo a Longuine.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="428721" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]